Werther Santana / Estadão
Werther Santana / Estadão

Taxa de inscrição do Enem 2019 será de R$ 85; veja as novidades da prova para este ano

Confira novas regras e datas das provas, como pedir isenção da taxa para se inscrever e a estrutura do exame

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de março de 2019 | 09h44

Resumo da notícia

- Taxa de inscrição no Enem 2019 subiu para R$ 85

- Prazo de inscrição vai de 6 a 17 de maio

- Todos os alunos terão seus lanches revistados nos dias de prova

- As provas do Enem 2019 serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro

SÃO PAULO - O edital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 foi divulgado nesta segunda-feira, 25, pelo Ministério da Educação e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). As informações foram publicadas no Diário Oficial da União e no novo site da prova.

Veja as novidades abaixo.

O que muda no Enem 2019?

Segundo o site do Enem, os alunos contarão neste ano com um novo sistema de inscrição e que permitirá incluir uma foto. Os deficientes auditivos e visuais poderão indicar no ato da inscrição o uso de um aparelho auditivo ou de implante coclear. Além disso, todos os alunos terão os lanches revistados no dia da prova, e no final dos cadernos de questões haverá espaço para rascunho da redação e cálculos

Quando serão realizadas as provas?

Os testes serão aplicados nos dias 3 e 10 de novembro.

Até quando posso me inscrever?

Os alunos poderão se inscrever de 6 a 17 de maio no site do Enem.

Quanto será a taxa de inscrição no Enem 2019?

A taxa neste ano será de R$ 85 e deverá ser paga entre 6 e 23 de maio em agências bancárias, casas lotéricas e agências dos Correios. 

Quem está isento da taxa?

Estão isentos os alunos que estiverem cursando a última série do ensino médio em colégios da rede pública; quem cursou todo o ensino médio na rede pública ou como bolsista integral na rede privada, e tem renda, por pessoa, igual ou menor que um salário mínimo e meio.

A isenção da taxa de inscrição no Enem 2019 também está prevista para quem está em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família de baixa renda e que esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) com renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos.

Como posso solicitar a isenção da taxa de inscrição no Enem 2019?

Os pedidos devem ser feitos entre os dias 1.º e 10 de abril. O aluno deverá informar o seu Número de Identificação Social (NIS). Vale lembrar que a solicitação de isenção não significa que a inscrição foi realizada.

Consegui isenção em 2018, mas acabei faltando no dia da prova. O que devo fazer?

Os alunos que quiserem isenção da taxa de inscrição em 2019 e não compareceram às provas em 2018 deverão justificar a ausência entre os dias 1.º e 10 de abril no site do Enem. Será preciso apresentar documentos - datados e assinados - que comprovem o motivo da falta, e não serão aceitos aqueles que tiverem sido emitidos pelos pais ou responsáveis.

Quantas questões terão as provas no Enem 2019?

Haverá quatro provas objetivas com 45 questões cada uma sobre os seguintes temas: linguagens e códigos, ciências humanas, ciências da natureza e matemática. Além disso, os alunos deverão fazer uma redação argumentativa de, no máximo, 30 linhas sobre o tema que será proposto.

No dia 3 de novembro, serão aplicados os testes de linguagens e códigos, ciências humanas e a redação, com 5h30 de duração. No dia 10 de novembro, serão aplicados os testes de ciências da natureza e matemática, com 5h de duração.

Quando conseguirei acessar meu cartão de confirmação de inscrição?

Ele será disponibilizado em outubro e deve conter o número de inscrição do aluno, data, hora e local das provas, atendimento especializado (deficientes visuais, por exemplo) e/ou específico (como gestantes e lactantes), caso solicitado, e a opção de língua estrangeira. Alguns desses dados poderão ser atualizados pelos alunos até o dia 17 de maio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.