Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Medicina na USP tem disputa de 129 candidatos por vaga; veja relação

Fuvest, vestibular que dá acesso a parte das vagas da USP, acontece no domingo, 24

da redação, O Estado de S.Paulo

14 de novembro de 2019 | 19h01

SÃO PAULO - A Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest) divulgou nesta quinta-feira, 14, a relação candidato por vaga de cada curso. Medicina continua sendo o curso mais concorrido, com 129 inscritos para cada vaga. O vestibular é uma das formas de acesso às vagas da Universidade de São Paulo

Para 2020, a USP oferece 11.147 vagas em 106 carreiras de graduação. Do total, 8.317 são destinadas exclusivamente à seleção pela Fuvest. O restante tem seleção com a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). 

Nesta edição, a Fuvest teve 129,148 inscritos, sendo 12.129 treineiros. 

Os candidatos puderam optar por concorrer por vagas em três categorias: Ampla Concorrência (sem exigência de pré-requisito), Ação Afirmativa EP (vagas destinadas aos candidatos que, independentemente da renda, tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas brasileiras) ou Ação Afirmativa PPI (vagas destinadas aos candidatos autodeclarados pretos, pardos e indígenas que, independentemente da renda, tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas brasileiras).

Para conferir a relação candidato por vaga de todas as carreiras e modalidades, acesse este link. Veja abaixo a concorrência das 15 carreiras com maior concorrência:


 As 15 carreiras com maior relação de candidatos por vaga

Carreira Candidatos por vaga
Medicina

129,46

Medicina – Bauru

124,21

Medicina – Ribeirão Preto

89,04

Psicologia

73,67

Relações Internacionais

58,6

Curso Superior do Audiovisual

46,92

Psicologia – Ribeirão Preto

43,24

Medicina Veterinária

42,91

Ciências Biomédicas

37,21

Design

32,36

Publicidade e Propaganda

31,2

Fisioterapia

31,17

Jornalismo

29,1

Artes Visuais

26,57

Arquitetura – FAU

25,94

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.