Novo ministro da Educação vai visitar Estados para ver experiências no ensino médio

Novo ministro da Educação vai visitar Estados para ver experiências no ensino médio

Enis

Paulo Saldaña

08 Janeiro 2015 | 15h58

O novo ministro da Educação, Cid Gomes (Pros), vai percorrer todos os Estados para conhecer detalhes de boas iniciativas educacionais, sobretudo no ensino médio. A primeira parada do novo ministro é Pernambuco, onde Gomes deve desembarcar nesta sexta, dia 9.

ED FERREIRA/ESTADAO

ED FERREIRA/ESTADAO

A escolha de Pernambuco se deve ao resultado da rede estadual do Estado no último Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), de 2013. O ensino médio de Pernambuco subiu 12 posições e obteve o maior crescimento no ensino médio entre todos os Estados. Mesmo longe do considerado adequado, que é o índice 6, a rede alcançou a nota 3,6, e empatou com Santa Catarina, Rio de Janeiro e Minas Gerais na quarta colocação. Em 2007, Pernambuco ocupava o 21.º lugar.

O ensino médio é apontado como um dos grandes gargalos da educação no País e um projeto de reforma da etapa tem sido debatido nos últimos anos, sem que houvesse grandes mudanças. Gomes prometeu finalizar a reforma em dois anos e já apontou que essa será uma prioridades da sua gestão.

O projeto de educação integral do Estado, que trabalha com protagonismo juvenil, é referência para educadores e redes – como a de São Paulo. Segundo o governo pernambucano, a fatia do orçamento aplicada em educação também subiu. Passou de R$ 1,64 bilhão em 2006 (25,9% de todas as receitas próprias do estado naquele ano) para R$ 3,99 bilhões em 2013 (27,4% das receitas próprias de 2013).

O desempenho médio dos alunos das escolas estaduais no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) também melhorou. Pernambuco é o Estado nordestino com maior proporção de escolas com notas do Enem 2013 acima da média das estaduais: 32%.

Mais conteúdo sobre:

Cid Gomesensino médioMEC