Virada de semestre abre vaga em escolas de idiomas

A transição de um semestre para outro é o período em que as escolas de idiomas recrutam novos profissionais por causa do remanejamento de pessoal ou do aumento do número de alunos. Cerca de 80% das novas vagas são destinadas a professores, mas também são criados empregos para os setores administrativo e de vendas.A rede Centro Cultural Americano, por exemplo, está selecionando profissionais em todo o País. São pelo menos 680 vagas disponíveis, sendo 400 para professores de inglês, francês, alemão, italiano, espanhol, japonês e português para estrangeiros; 200 para agentes comerciais; e 80 para coordenadores pedagógicos. O diretor da rede, Igor Trafane, afirma que cerca de 50% das ofertas são para a capital paulista.Para dar aula em uma das unidades do Centro Cultural Americano não é preciso ter experiência nem graduação superior. ?A única exigência é que o candidato tenha fluência verbal e escrita no idioma que pretende ensinar.?Vivência no exteriorEssa pode ser uma boa oportunidade para as pessoas que tiveram vivência no exterior e estão desempregadas. A escola oferece todo o treinamento didático-pedagógico ao contratado antes de colocá-lo dentro da sala de aula.Já para desempenhar a função de coordenador, é preciso ter concluído o ensino superior em Pedagogia ou Letras. Para o cargo de agente comercial é necessário ter ensino médio completo e talento na área de vendas. Também não é exigida experiência anterior.Trafane explica que até a seleção para as unidades franqueadas é feita pela central da rede. ?Centralizamos os currículos e fazemos uma triagem. Em seguida, encaminhamos os pré-selecionados à unidade que está recrutando o profissional. Lá, o franqueado fará as entrevistas. Depois de escolhido, o novo funcionário volta para a central para receber treinamento.?Outras escolasOutras escolas, como o Yázigi Internexus, Berlitz e CNA, não têm definido o número de contratações para os próximos meses, mas garantem que a rotatividade no segmento é grande e, por isso, estão sempre em busca de mão-de-obra. Todas elas recebem currículos por meio de seus sites na internet ou nas próprias unidades de ensino.Embora nenhum dos estabelecimentos divulgue o valor do salário, a diretora de Marketing do Yázigi, Marcia Pires, diz que um professor iniciante da rede receberá até R$ 2 mil por mês, caso dê aulas para quatro ou cinco turmas.Trafane, do Centro Cultural Americano, comenta que a remuneração também varia de acordo com a localização da unidade e o número de alunos.Currículos para o Centro Cultural Americano devem ser enviados até esta sexta-feira para o e-mail cv@centroculturalamericano.com.br

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.