Vida universitária fica mais longa

Diante da dificuldade de inserção no mercado de trabalho, muitos donos de diploma estão prolongando a vida universitária, disputando vagas (e sobretudo as bolsas) de mestrado, doutorado ou pós-doutorado.?Além de ser uma oportunidade para aprofundar o conhecimento, o mestrado te dá mais uma opção de trabalho. Vou poder dar aula em faculdade?, afirma a fonoaudióloga Taís Ciboto, 25 anos, formada pela Escola Paulista de Medicina em 1999 e candidata a uma vaga de mestrado na USP.Taís até tem o próprio consultório, mas faltam pacientes. ?O mestrado não vai garantir o emprego que eu quero, mas vai me dar uma alternativa?, diz ela, sem esconder a frustração por não conseguir exercer plenamente a profissão em que se formou. ?O Estado pagou pela minha formação durante quatro anos e não tenho como devolver para a sociedade esse investimento.?Um passo atrásJá no caso do estudante Pedro Silveira, a falta de perspectiva profissional fez ele dar um passo para trás na carreira acadêmica. O diploma em Relações Internacionais pela PUC-SP não sensibilizou nenhuma das 20 empresas para as quais enviou currículo. Sem perspectiva de emprego, ele reabriu a matrícula de um curso de Economia que tinha largado ao fim do quarto semestre.Com isso, agora tenta entrar no mercado de trabalho pela porta dos estágios, menos concorrida que a dos trainees. ?Cheguei a pensar em fazer outro vestibular, mas eu ia acabar perdendo muito tempo?, diz Pedro.EstágiosDe acordo com o Centro de Integração Empresa Escola (Ciee), maior agência de estágios do País, que encaminha mais de 10 mil jovens para empresas todo mês, 64% dos estagiários conseguem ser efetivados ? seja na própria empresa (49%), seja na próxima empresa onde ele ingressar (15%).?A oferta de vagas para estágios para estudantes de ensino superior aumentou 28% nos últimos seis meses?, afirma o gerente de Relacionamento com o Cliente do Ciee, Luiz Gustavo Coppola. ?Para as empresas, o estágio é uma forma de seleção de pessoal.? leia também Muitos diplomas e nenhuma oportunidade Desemprego intelectual cresce 131%

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.