Vestibular da Unesp registra recorde de inscritos

Medicina, no câmpus de Botucatu, é carreira mais disputada, com 216,4 candidatos por vaga

O Estado de S. Paulo

18 Outubro 2013 | 10h50

A Universidade Estadual Paulista (Unesp) atingiu recorde de inscrições, com 99,4 mil candidatos, no vestibular 2014. Em relação ao processo seletivo do ano anterior, houve aumento de 5,4% no total de vestibulandos. A concorrência média da prova é de 13,7 candidatos por vaga.

As carreiras mais disputadas são Medicina, em Botucatu (216,4 candidatos por vaga); Direito - matutino, em Franca (68,6); Arquitetura e Urbanismo, em Bauru (51,4); Engenharia Química, em Araraquara (50); Engenharia Civil, em Bauru (43,8). A estatística para cada um dos 171 cursos do exame pode ser consultada no site. http://vestibular.unesp.br

Os cursos disponíveis neste ano são para as unidades de Araçatuba (155 vagas), Araraquara (855), Assis (405), Bauru (1.045), Botucatu (600), Dracena (40), Franca (400), Guaratinguetá (310), Ilha Solteira (270), Itapeva (80), Jaboticabal (280), Marília (475), Ourinhos (90), Presidente Prudente (640), Registro (40), Rio Claro (490), Rosana (80), São João da Boa Vista (40), São José do Rio Preto (460), São José dos Campos (120), São Paulo (184), São Vicente (80) e Tupã (120).

Reserva de vagas. No vestibular 2014, a universidade vai garantir mínimo de 15% das vagas de cada curso para alunos que tenham feito todo o ensino médio em escola pública. Conforme adiantou o estadao.com.br, a instituição ampliou para 2018 a meta de ter 50% dos alunos de cada curso oriundos da rede pública, respeitando porcentual de 35% de pretos, pardos e indígenas entre os cotistas.

As provas da Unesp serão realizadas em duas fases: a primeira etapa será realizada no dia 17 de novembro, em 32 cidades paulistas (além das 23 onde há cursos, os exames acontecerão em Americana, Campinas, Cananeia, Guarulhos, Jundiaí, Piracicaba, Ribeirão Preto, Santo André e Sorocaba) e ainda em Brasília, Dourados e Três Lagoas, em Mato Grosso do Sul, e Uberlândia, em Minas Gerais. A segunda fase será aplicada nas mesmas cidades, nos dias 15 e 16 de dezembro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.