Vestibular da Fuvest começa domingo para 146 mil estudantes

Os candidatos já podem conferir seus locais de prova; na primeira fase, eles respondem a 90 testes

Estadão.edu

22 Novembro 2011 | 12h52

Os estudantes que vão prestar o vestibular da Fuvest neste domingo, 27, já podem consultar os locais de prova. Ao todo, 146.885 candidatos disputam 10.852 vagas em cursos de graduação da USP e 100 na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa. O número de inscritos este ano cresceu 10,47% em relação a 2010.

 

O exame da primeira fase será aplicado em 114 endereços - 61 na Grande São Paulo e 53 no interior do Estado de São Paulo. Para a Licenciatura em Ciências, semipresencial, haverá dois locais em São Paulo e três no interior (Piracicaba, Ribeirão Preto, São Carlos).

 

Os locais de prova estão disponíveis para consulta no site http://www.fuvest.br/vest2012/listas/listas.stm.

 

No domingo os candidatos terão 5 horas para fazer 90 questões de múltipla escolha. A prova começa às 13h, mas a Fuvest pede que os estudantes cheguem até as 12h30. Não haverá tolerância com os atrasados.

 

É necessário levar, no dia da prova, o documento de identidade, caneta esferográfica (azul ou preta), lápis n.º 2 e borracha. O candidato não deve portar qualquer tipo de equipamento de telecomunicação, caso dos celulares, por exemplo.

 

A lista de candidatos convocados para a segunda fase do processo seletivo será divulgada em 19 de dezembro. As provas desta segunda etapa acontecerão entre os dias 8 e 10 de janeiro.

 

Concorrência

 

Com uma relação de 52,7 candidatos por vaga, o curso de Engenharia Civil no câmpus de São Carlos é o mais concorrido do vestibular. No ano passado, a graduação ficou em quinto lugar na lista dos mais disputados, com 36,52 c/v.

 

A carreira de Medicina, campeã do processo seletivo do ano passado em número de concorrentes, ficou agora em segundo lugar, com 51,18 candidatos por vaga.

 

Em terceiro lugar vem os cursos de Publicidade e Propaganda (47,20 c/v), seguido por Relações Internacionais (44,55 c/v), Ciências Médicas em Ribeirão Preto (40,61 c/v) e Jornalismo (39,78 c/v). Todos tiveram procura superior à registrada no ano passado.

 

Com apenas 1,3 candidato inscrito por vaga, o recém-criado curso de Saúde Pública foi o que apresentou a menor procura.

 

No site da Fuvest (http://www.fuvest.br/) é possível verificar a concorrência de todos os cursos do vestibular.

 

Mudanças

 

O Conselho de Graduação (CoG) da USP aprovou este ano cinco mudanças que deixam o processo seletivo da Fuvest mais difícil. A nota da primeira fase volta a valer na pontuação final; a nota mínima para classificar à segunda etapa subiu de 22 para 27 pontos; e serão aprovados para a segunda fase de dois a três candidatos por vaga - e não mais três.

 

Além disso, o número de questões da prova do segundo dia da segunda fase foi reduzido de 20 para 16 e foi criada a possibilidade de escolha de outra carreira a partir da terceira chamada.

 

O CoG também aprovou outras duas propostas: um novo programa de inclusão que aumenta a bonificação de alunos oriundos da rede pública de até 12% para até 15%, mediante o desempenho na primeira fase; e a autenticação das informações prestadas na inscrição da Fuvest, para identificar candidatos com ensino médio incompleto inscritos em carreiras específicas - e não como treineiros.

 

Mais uma mudança anunciada pela Fuvest foi o aumento de 250 para 300 do número de vagas para carreiras de treineiros. São oferecidas três carreiras fictícias para esses candidatos, nas áreas de Exatas, Humanas e Biológicas.

Mais conteúdo sobre:
Fuvest Vestibular

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.