Vestibulando em dúvida deve buscar diálogo, aponta especialista

Vestibulando em dúvida deve buscar diálogo, aponta especialista

Procurar amigos, familiares e profissionais da área ajuda a definir qual curso escolher; intercâmbio pode ser uma pausa saudável

Bárbara Ferreira Santos, O Estado de S. Paulo

17 Outubro 2014 | 23h00


Considerada uma das primeiras grandes decisões da vida adulta, a escolha do curso de graduação é acompanhada de incertezas: qual área escolher, se intercâmbio é uma melhor opção ou se é possível trocar de carreira depois. 

Segundo a orientadora de carreira Daniela Leluddak, a principal dica é que o vestibulando procure amigos e familiares que possam orientá-lo sobre as profissões. Mas ela alerta: os pais não são a melhor alternativa para essa função. “Eles não são os melhores influenciadores no fim da adolescência, há um embate natural. Tem de ser alguém com quem o estudante se identifique.” 

E se a dúvida é entre duas profissões distintas? “Ele tem de conversar com profissionais das áreas e ver o que é positivo e negativo na profissão, o que motiva ou desestimula.” Se, depois de muito pesquisar, as dúvidas persistirem, vale fazer uma pausa para um intercâmbio, afirma Daniela. “Viajar pode ajudar a tomar uma decisão mais madura, mas é preciso ter prazo para voltar.” Ela ainda lembra: com planejamento, é sempre possível mudar de carreira, mesmo depois de formado.

Mais conteúdo sobre:
Educação Vestibular hora da prova

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.