Veja dicas para os testes de português, geografia e biologia da Fuvest

Professores do Cursinho da Poli recomendam assuntos para revisão; prova de primeira fase será no domingo

Estadão.edu

24 Novembro 2011 | 16h06

SÃO PAULO - O que costuma cair nas questões de língua portuguesa, geografia e biologia na primeira fase da Fuvest? Para responder a essa dúvida, o Estadão.edu ouviu nesta quinta-feira, 24, professores do Cursinho da Poli. No domingo, cerca de 146 mil estudantes prestam a prova de múltipla escolha do vestibular da fundação, que seleciona alunos para a USP e a Santa Casa de São Paulo.

 

Até lá, publicaremos no portal outras videoaulas. As de ontem, sobre matemática, física e história, podem ser conferidas neste link.

 

Segundo a professora de gramática e literatura Cristiane Bastos, 16 das 90 questões da prova são sobre língua portuguesa. Em média, são 6 testes de literatura, 5 de gramática e 5 de interpretação de textos. "Em literatura, a banca costuma explorar as obras de leitura obrigatória. Preste atenção, por exemplo, à ideologia presente nos livros. Os traços comuns podem ser explorados", diz.

 

Na parte de gramática, o aluno deve ficar atento às variantes linguísticas, regência, concordância, pontuação e acentuação. Em interpretação, são assuntos frequentes figuras e funções da linguagem. "Tenha calma na hora de ler os textos e fazer uma análise do discurso para poder responder às questões com tranquilidade", recomenda Cristiane aos vestibulandos.

 

 

 

 

Para o professor de geografia Rui Calaresi, a Fuvest deve cobrar conceitos específicos ao longo dos testes da disciplina. "A Fuvest foca muito no conteúdo", afirma. Ele sugere aos alunos que revisem a parte de cartografia. "O estudante precisa dominar conceitos ligados à leitura e interpretação de mapas, como escalas, legendas e projeções cartográficas."

 

A parte de geografia física também pode cair no vestibular. "Características das paisagens naturais, como clima, relevo e solo, geralmente são cobradas de maneira interligada com as atividades econômicas das diferentes regiões", explica Calaresi. Por fim, o professor chama a atenção para o destaque que a Fuvest costuma dar a temas da atualidade. "Estude temas como a Primavera Árabe e a crise econômica nos Estados Unidos e na Europa, sempre relacionando-os a conhecimentos geográficos."

 

 

 

 

Em biologia, o professor Eduardo Leão diz que a Fuvest é uma prova tradicional. Por isso, diz, sempre vão aparecer questões de ecologia, fisiologia, botânica, genética e citologia. Para a primeira fase, Leão pede que os alunos revisem os conceitos básicos. "O básico não deixa de ser importante porque é básico", diz. Por exemplo: é mais provável que caia perguntas sobre mitose e meiose em questões sobre divisões celulares do que as fases mais elaboradas da separação (prófase, metáfase, anáfase e telófase).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.