Divulgação
Divulgação

USP vai transferir alunos de creche para unidade central

De acordo com sindicato, intenção é fechar a creche Oeste; Superintendência de Assistência Social diz que quer 'otimizar os espaços'

Isabela Palhares, O Estado de S. Paulo

16 Janeiro 2017 | 23h00

A Universidade de São Paulo (USP) vai transferir as cerca de 70 crianças que estudam na creche Oeste para a unidade central, ambas na Cidade Universitária. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp), a intenção da reitoria é fechar a unidade. 

Em um comunicado nesta segunda-feira, 16, aos funcionários, a Superintendência de Assistência Social informou que a mudança seria para "otimizar os espaços". Procurada, a reitoria não se manifestou sobre a medida. 

A USP tem cinco creches - que atendem filhos de professores, funcionários e alunos - e desde 2015 suspendeu novas matrículas, alegando falta de funcionários por causa da alta adesão ao Plano de Demissão Voluntária (PDV). 

Em novembro do ano passado, o Conselho Universitário, instância máxima de decisões da instituição, decidiu que a USP deveria preencher as vagas ociosas das unidades. A creche Oeste, segundo o Sintusp, tem capacidade para 120 crianças, mas atendia apenas 70.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.