WERTHER SANTANA/ESTADÃO
WERTHER SANTANA/ESTADÃO

USP oferece 113 vagas para medalhistas de olimpíadas de conhecimento

As vagas, que variam de uma a três por curso, estarão disponíveis em diferentes turnos de 55 graduações; inscrições vão até o dia 13

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de agosto de 2019 | 03h00

SÃO PAULO - A Universidade de São Paulo (USP) oferecerá, para o 1º semestre de 2020, 113 vagas de matrículas em cursos de graduação da instituição para participantes e medalhistas de competições de conhecimento, como as olimpíadas brasileiras de Matemática, Física, Química e Biologia, além das competições internacionais. As vagas, que variam de uma a três por curso, estarão disponíveis em diferentes turnos de 55 graduações.

O edital  prevê que o candidato deve ter participado ou ter sido premiado há, no máximo, dois anos em uma das competições de conhecimento relacionadas no documento. São listadas 20 competições, sendo nove brasileiras e 11 internacionais (Veja a lista ao fim desta reportagem). Um quadro de pontuação foi formatado pela universidade e prevê pontuação maior de acordo com a premiação na competição (ouro vale mais que prata), assim como diferencia as nacionais das internacionais (as estrangeiras valem mais que o dobro de pontos). 

As inscrições, por meio da internet, começaram nesta segunda-feira, 26, e vão até 13 de setembro. Os candidatos serão convocados para matrícula no dia 30 de setembro. Veja aqui as informações sobre os documentos de inscrição e o processo de matrícula.

A USP se junta à Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que já adota programa similar. A Unicamp destinou, no fim de 2018, 90 vagas (parte delas extras) em 26 cursos para ingresso exclusivo de alunos medalhistas. O Estado mostrou que universidades americanas de ponta como Yale, Harvard e o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) incluem em seus processos seletivos uma análise sobre toda a trajetória dos estudantes que pretendem fazer uma graduação nas instituições.A participação nessas competições não é o único critério, mas conta.

Competições consideradas

Olimpíada Nacional Olimpíada Internacional
OBM (Olimpíada Brasileira de Matemática) IMO (International Mathmatical Olympiad)
OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas + Escolas Privadas) IPhO (International Physics Olympiad)
OBF (Olimpíada Brasileira de Física) IOI (International Olympiad in Informatics)
OBFEP (Olimpíada Brasileira de Física de Escola Pública) IBO (International Biology Olympiad)
OBI (Olimpíada Brasileira de Informática) IChO (International Chemistry Olympiad)
OBQ (Olimpíada Brasileira de Química) IOA (International Olympiad on Astronomy)
OBR (Olimpíada Brasileira de Robótica - Teórica) OIM (Olimpíada Ibero-americana de Matemática)
OBB (Olimpíada Brasileira de Biologia) OIbF (Olimpíada Ibero-americana de Física)
OBA (Olimpíada Brasileira de Astronomia) OIAB (Olimpíada Ibero-americana de Biologia)
  CIIC (Competição Ibero-americana de Informática e Computação)
  OIAQ (Olimpíada Ibero-americana de Química)

Quadro de pontuação

  Brasileiras Internacionais
Participação 0 1
Medalha de bronze 1 3
Medalha de prata 1,5 4
Medalha de ouro 2,5 6
Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.