USP Leste terá ciclo básico comum aos 12 cursos

O novo campus Leste da Universidade de São Paulo (USP) terá importante diferença em relação ao tradicional campus Oeste, na Cidade Universitária: um Ciclo Básico obrigatório para todos os alunos dos 12 cursos que terão início em fevereiro de 2005. A Comissão de Implantação da USP Leste defendeu a exigência lembrando que é preciso aproveitar a ?diversidade de interesses pessoais e acadêmicos de alunos e docentes? que estarão reunidos no novo campus.?O que está em jogo é o modelo de universidade que se pretendia fazer?, diz a pró-reitora de Graduação da USP, Sonia Penin. Para ela, se o modelo de universidade proposto para a USP Leste exigia que diferentes áreas do conhecimento ?estivessem juntas?, o ponto de partida só poderia ser a obrigatoriedade do ciclo básico.Três eixosEm janeiro, a Coordenação-Geral do Projeto USP Leste concluiu o documento Projeto do Ciclo Básico. Por esse texto, o primeiro ano dos 12 cursos da USP Leste obedecerá a um ciclo comum a todos os alunos a partir de três eixos: Formação Introdutória, que inclui as disciplinas específicas de cada carreira; Formação Geral, com seis disciplinas de formação básica; e uma inovação ? a exigência de cursar, com 4 horas/aula semanais, a área de Formação Científica por meio de Resolução de Problemas.Nessa área, segundo a comissão, os alunos devem cumprir as tarefas em pequenos grupos, sempre interdisciplinares, misturando alunos dos 12 cursos, orientados por um professor. Nessa área, os alunos ?cumprem passos?.O primeiro deles é encontrar e discutir um problema que não tenha resposta simples. Os projetos de iniciação científica, igualmente obrigatórios, devem nascer da tentativa de resposta desse ?problema?.?Confluência de competências?Sonia Penin afirmou que, embora o mercado de trabalho peça cada vez mais o que chamou de ?confluência de competências? (por exemplo, a Medicina pede cada vez mais a ajuda dos engenheiros), a intersecção de conhecimento fica sempre para a pós-graduação. Segundo Sonia, essa intersecção precisa ser ?construída e exigida desde a graduação?. E, porque este é o princípio constitutivo dos novos cursos da USP Leste, ?é preciso valorizar o Ciclo Básico?.A professora Myriam Krasilchik, da Faculdade de Educação, afirmou que o esforço de incentivar a pesquisa na USP Leste tem base no que é mais novo e relevante na literatura internacional sobre formação universitária: ?A transformação do aluno superficial em aluno profundo.?Para a ela, o aluno superficial apenas estuda para ?atender a demandas externas?, enquanto o profundo ?atende a demandas internas? e por isso procura outras fontes de conhecimento. A professora insistiu que o melhor meio de formar esse ?tipo de descontente com o que já sabe? é por meio da pesquisa em grupo interdisciplinar. Na USP Leste, assegurou Myriam, ?queremos criar o maior número possível de alunos profundos?.ProfessoresO professor Celso de Barros Gomes, chefe de Gabinete da Reitoria, disse que o Projeto USP Leste prevê a contratação de docentes, embora ?o Núcleo Criador admita a transferência de docentes da Oeste?. Não há ainda, segundo ele, nenhum número consolidado quanto a contratações.A chefia de Gabinete trabalha com dois cenários para discussão e aprovação do Projeto USP Leste no Conselho Universitário, instância máxima de deliberação na USP: as reuniões previstas para 11 ou de 14 de maio, ou com a convocação de reunião extraordinária do conselho, no final de junho, com essa pauta específica.As disciplinas comuns do ciclo básico: Ciências da Natureza - Origem, organização e evolução da matéria; avanços científicos na utilização de recursos naturais Tratamento e análise de dados - Processos de coleta de dados e possibilidades de interpretação; idéias básicas de metodologia estatística Psicologia, Educação e temas contemporâneos - O papel da Psicologia na compreensão dos fenômenos do desenvolvimento humano, da aprendizagem e das relações interpessoais Antropologia e multiculturalismo na sociedade contemporânea - Convivência das diversidades socioculturais Sociedade, meio ambiente e cidadania - Desenvolvimento de consciência crítica e prática cidadã Arte, Literatura e Cultura no Brasil - Formação cultura brasileira e estudo de linguagens artísticas e estéticas

Agencia Estado,

06 de abril de 2004 | 12h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.