USP lamenta 'incidente' e diz que conselho vai decidir sobre PM

Na noite de quinta-feira, alunos e policiais entraram em confronto no estacionamento da FFLCH

Estadão.edu

28 Outubro 2011 | 15h58

Em nota, a reitoria da USP afirmou lamentar os "incidentes" ocorridos ontem à noite, quando alunos, professores e funcionários da universidade entraram em confronto com a PM no estacionamento da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), no câmpus da zona oeste de São Paulo.

 

Segundo o documento, os fatos serão analisados pelo Conselho Gestor do Câmpus, que deverá apresentar "propostas para o equacionamento da situação". As sugestões serão divulgadas "em data oportuna".

 

Depois da confusão, ainda na noite de ontem, cerca de 300 alunos reunidos em assembleia decidiram invadir o prédio da diretoria da FFLCH. Eles dizem que só desocupam o edifício quando a USP romper o convênio com a secretaria estadual da Segurança Pública que reforça o policiamento na Cidade Universitária.

Mais conteúdo sobre:
USP Reitoria João Grandino Rodas FFLCH

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.