RAFAEL ARBEX/ESTADÃO
RAFAEL ARBEX/ESTADÃO

'A USP é meu sonho', diz candidata atrasada na Fuvest

Jovem se esqueceu do documento de identidade; organizadores da prova não permitem retardatários

Paulo Saldaña, O Estado de S. Paulo

29 Novembro 2015 | 13h36

SÃO PAULO - Na Unip Vergueiro, zona sul da cidade, os portões fecharam às 13h02 para os candidatos que tentam a primeira etapa da Fuvest neste domingo, 29. No local, apenas dois estudantes chegaram atrasados. A organização do exame não aceita retardatários. 

Uma delas foi Milena Silva, de 17 anos, que chegou correndo menos de um minuto após o fechamento do portão. A adolescente mora em Interlagos e, no meio do caminho, se deu conta de que estava sem o documento de identidade, obriagatório para fazer o exame.

"Cheguei 5 minutos antes no metrô, mas andei pro lado oposto", conto Milena, chorando. A candidata é bolsista em uma escola particular e prestaria para o curso de Economia. "A USP é meu sonho, estudei o dia todo". As pessoas que estavam na porta deram apoio à estudante.

Neste ano, mais de 142,7 mil candidatos da Fuvest concorrem a 9.568 vagas na USP. O resultado da primeira etapa do processo seletivo será divulgado em 21 de dezembro. Outras 1.489 cadeiras na instituição serão disputadas pela nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). 


Mais conteúdo sobre:
fuvest usp vestibular

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.