USP divulga salários de servidores a partir desta segunda-feira

As informações estão disponiveis no site da Transparência da universidade; remuneração mensal mais alta chega a R$ 60 mil

O Estado de S. Paulo

17 Novembro 2014 | 10h44

A Universidade de São Paulo (USP) começou a divulgar, a partir desta segunda-feira, 17, o salário de todos os servidores técnico-administrativos e docentes, tanto ativos quanto aposentados da instituição. As informações estão disponíveis no site da Transparência da universidade. 

A informação sobre o salário dos funcionários foi antecipada pelo jornal Folha de São Paulo, que ganhou uma ação na justiça que obrigava a USP a fornecer os dados. 

A remuneração mensal mais alta chega a R$ 60 mil, do professor aposentado Arrigo Leonardo Angelini, de 90 anos, do Instituto de Psicologia. Já o maior salário entre os servidores é do procurador da reitoria da USP Boris Fausto, que é historiador e e cientista político. O vencimento do funcionário é de R$ 45.974. Salários que estejam acima do teto do Estado - R$ 20,6 mil mensais - deverão ser cortados pela universidade por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

Para o professor Chico Miraglia, da Associação de Docentes da USP (Adusp), embora a causa da divulgação "aparentemente" tenha sido a decisão judicial, o resultado prático é de mais transparência. Ele cobra, no entanto, que outras divulgações devem ser feitas. "É preciso divulgar, por exemplo, gasto de obras que foram feitas. Quanto gastou? Quanto custou o cimento? O Tijolo? Que obras foram feitas? Tem que haver vontade política", disse. 

Mais conteúdo sobre:
Salário Universidade de São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.