USP avança em rankings internacionais

Produtividade, pesquisa e qualidade são alguns dos critérios avaliados

31 Agosto 2009 | 16h11

 A Universidade de São Paulo (USP) está entre as 100 melhores universidades do mundo e é a primeira da América Latina e do Brasil segundo dois dos principais rankings de avaliação das melhores instituições.   No Webometrics Ranking Web of World Universities, que faz a avaliação semestralmente, a USP subiu 49 posições e passou a ocupar o 38º lugar na classificação divulgada no final de julho, em relação à edição de janeiro de 2009.   Elaborado pelo Consejo Superior de Investigaciones Científicas do Ministério da Educação da Espanha, esse ranking classifica 6 mil instituições no mundo, dentre 17 mil avaliadas. A visibilidade e o desempenho global, que inclui indicadores de pesquisa e de qualidade de estudantes e docentes, são os principais critérios utilizados para elaborar o ranking.   No Ranking of World Repositories Top 300 Institutions, que integra a avaliação espanhola e classifica as Instituições por meio das bibliotecas digitais de dissertações e teses, a USP ocupa o 57º lugar, 29 posições acima da colocação obtida em 2008.   Na edição 2009 do Performance Ranking of Scientific Paper for World Universities, do Higher Education Evaluation & Accreditation Council of Taiwan, a USP ficou em 78º lugar, um salto de 22 posições em relação a 2008. O ranking avalia a pesquisa desenvolvida, tendo como critérios produtividade, impacto e excelência na investigação científica. As instituições também são classificadas por área do conhecimento. Em todas as áreas avaliadas a USP foi classificada como a melhor universidade brasileira.

Mais conteúdo sobre:
pontoedu USP ranking

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.