USP aprova reforma de moradia estudantil no interior

Apesar do controle de gastos, reitoria autorizou obras na Casa do Estudante Universitário em Piracicaba

O Estado de S. Paulo

21 Maio 2014 | 20h48

Embora esteja em um período de controle de gastos, a Universidade de São Paulo (USP) liberou uma obra de R$ 2,267 milhões no câmpus de Piracicaba. A reforma da Casa do Estudante Universitário, que serve de moradia estudantil, foi autorizada pela reitoria, que havia congelado novas obras e contratações em fevereiro.

A permissão para a reforma foi dada pela reitoria após forte mobilização dos alunos, da direção da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz e da Prefeitura do câmpus Piracicaba. O imóvel, inaugurado em 1962, ainda não havia passado por reparos. A Casa do Estudante Universitário tem 162 quartos individuais, além de espaços de uso coletivo.

A obra havia sido licitada no início deste ano e deve começar em junho. A previsão é que a reforma seja concluída em 11 meses. De acordo com a Pró-Reitoria de Graduação da USP, a reforma foi autorizada porque a assistência estudantil está dentro das ações prioritárias da atual gestão. Entre as intervenções previstas, estão pinturas, reparos internos e instalação de portas, pias e armários.

Mais conteúdo sobre:
usppiracicabamoradia estudantil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.