Universidades federais já podem aderir ao Sisu

Portaria publicada nesta terça pelo MEC define regras; no começo do ano 52 instituições abriram 47 mil vagas

Agência Brasil e Estadão.edu

18 de maio de 2010 | 16h02

A partir desta terça, as instituições públicas de ensino superior interessadas em participar do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) já podem enviar seus termos de adesão ao Ministério da Educação (MEC).

 

Portaria que estabelece as regras para a edição de junho do Sisu foi publicada no Diário Oficial da União. As universidades devem informar o número de vagas e cursos que pretendem oferecer até o fim deste mês.

 

O Sisu foi criado no ano passado e disponibiliza vagas em universidades e institutos federais. Os estudantes se inscrevem e são classificados a partir da nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2009.

 

Na edição do meio do ano, há algumas novas regras para que as universidades participem. Os detalhes estão na portaria. No primeiro semestre de 2009, 52 instituições participaram do Sisu oferecendo 47 mil vagas.

 

Novas regras também foram anunciadas no Sisu. O estudante poderá se inscrever em até dois cursos, elegendo sua primeira opção. Durante o período de inscrição, ele pode alterar suas opções se perceber que tem mais chances de passar em alguma outra instituição ou curso diferente do que escolheu inicialmente.

 

Quem for aprovado para sua primeira opção é automaticamente retirado do sistema. Já o estudante que for selecionado para a segunda opção, ou não atingir a nota mínima para nenhum dos cursos escolhidos, poderá permanecer em uma lista de espera. Esse mecanismo será utilizado para preencher as vagas remanescentes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.