Universidade Federal do Ceará é a mais procurada no Sisu

Concorrência do Sistema de Seleção Unificada foi divulgada ontem

Rafael Moraes Moura, O Estado de S. Paulo

25 Janeiro 2011 | 15h24

Após uma intensa disputa judicial que levou ao adiamento das férias do ministro da Educação, Fernando Haddad, o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) teve ontem divulgadas as estatísticas gerais quanto ao número de inscrições e de concorrência. As vagas do Instituto Federal de Educação,  Ciência e Tecnologia de Rondônia para o curso de Gestão Ambiental foram as mais disputadas do País: 2.050 candidatos se inscreveram para apenas 3 vagas,  resultando numa relação de 683,33 candidatos por vaga.

 

Em segundo lugar ficou o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília: 2.740 inscrições para as 10 vagas do curso de Agroecologia  (274 inscritos por vaga). As cinco maiores relações candidato/vaga são completadas pelo Centro Federal de  Educação Tecnológica de Minas Gerais (201 por vaga), Universidade do Estado da Bahia (89,92) e Universidade Federal do Paraná (63,58).

 

No caso das três últimas, as vagas envolvem uma variedade de cursos ministrados em diferentes câmpus – o MEC divulgou ontem apenas  a relação de inscritos por instituição.

 

A menor relação de inscritos por vaga ficou com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense: 9.252 inscritos disputaram 870 vagas  – 10,63 candidatos por vaga.

 

Mais procurada. Considerando a quantidade de inscrições, a Universidade Federal do Ceará foi a mais procurada em  números absolutos, com 118.221 inscritos, seguida pela Federal de Mato Grosso (96.252) e a Federal do Rio de Janeiro (92.890).

 

Participaram do Sisu 83 instituições de ensino superior. Na primeira chamada, divulgada no último domingo, foram selecionados 82.949 candidatos para um  total de 83.125 vagas – 176 vagas não foram preenchidas.

 

Uma série de problemas técnicos no Sisu levou o governo a enfrentar uma guerra de ações judiciais, derrubadas na sexta-feira pelo Superior Tribunal de  Justiça (STJ). As falhas levaram à queda do então coordenador-geral de tecnologia do MEC, Cláudio Crossetti Dutra.

 

O episódio também desgastou ainda mais a imagem de Haddad, que já havia enfrentado uma série de problemas nas duas últimas edições do Enem.

 

Aprovação

 

82.949 candidatos foram selecionados na primeira chamada do Sisu. Segundo o ministério, 1.080.194 candidatos fizeram inscrições.

Mais conteúdo sobre:
Enem Enem 2010 Sisu MEC

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.