Universidade espanhola inaugura cátedra sobre o Brasil

Brasil apoiará institucionalmente as atividades da cátedra, com sede na Casa do Tratado de Tordesilhas

Efe,

28 de abril de 2008 | 18h42

As relações acadêmicas e culturais entre Brasil e Espanha se intensificarão com a inauguração de uma cátedra específica na Universidade de Valladolid, instituída nesta segunda-feira, 28, na histórica Casa do Tratado de Tordesilhas. O embaixador do Brasil na Espanha, José Viegas, e o reitor da universidade, Evaristo Abril, assinaram o convênio de colaboração referente à nova cátedra, vinculada ao Instituto Interuniversitario de Estudos de Iberoamérica e Portugal.   A cátedra terá sua sede na Casa do Tratado de Tordesilhas, onde em 7 de junho de 1494, com mediação do papa, representantes das coroas de Castela e de Portugal delimitaram suas áreas de influência no novo continente descoberto por Cristóvão Colombo.   Sua inauguração, segundo Viegas, representa um "capítulo ilustre dentro da história das relações acadêmicas e culturais entre Brasil e Espanha", que, na opinião do embaixador, "estão extremamente destinadas a continuar crescendo". O reitor enquadrou este tipo de iniciativas na estratégia de reforçar os vínculos com países emergentes, "que cada vez têm maior potencial".   A instituição acadêmica colaborará anualmente com uma verba de 3 mil euros (cerca de R$ 7,8 mil) para seu sustento, enquanto a Embaixada brasileira apoiará institucionalmente as atividades culturais, científicas, técnicas e educacionais programadas.   A apresentação de uma edição bilíngüe (português-espanhol) de um livro dedicado ao Rio de Janeiro, "La ciudad reflejada/A cidade refletida", de Pablo del Barco, encerrou o ato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.