Divulgação
Divulgação

Universidade de Oxford aceitará 'Enem' indiano em processo seletivo

A partir de 2013, alunos indianos não terão mais que se submeter a exames internacionais

Estadão.edu,

27 Março 2012 | 13h53

A partir de 2013, alunos que tiverem nota igual ou superior a 90% nos exames de avaliação do sistema educacional da Índia, espécie de "Enem" indiano, poderão se candidatar a uma vaga na Universidade de Oxford, uma das instituições mais tradicionais do mundo.

 

Segundo o jornal The Times of India, o anúncio foi feito pelo vice reitor da universidade, Andrew Hamilton, em visita ao país. "Queremos atrair os melhores alunos da Índia para Oxford", disse.

 

Até então, todo aluno indiano que desejasse se candidatar a uma vaga na instituição britânica era obrigado a fazer testes internacionais que comprovassem sua aptidão acadêmica.

 

Dois exames serão aceitos por Oxford. Um deles é aplicado pelo órgão governamental Central Board of Secondary Education (BCSE). O outro, privado, é administrado pelo Council for the Indian School Certificate Examinations (CSICE).

 

Para o jornal The Chronicle of Higher Education, especializado em educação superior, a decisão de Oxford segue padrão já adotado pela Universidade de Sidney, na Austrália, que em fevereiro passou a aceitar exames chineses na admissão de estudantes.

Mais conteúdo sobre:
Oxford Enem Índia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.