Uniformes de escolas públicas de SP custam mais que o dobro que de outras prefeituras

Os vereadores da Comissão de Educação da Câmara Municipal ouviram explicações de duas funcionárias da Secretaria de Educação sobre a compra de uniformes escolares. Os vereadores Domingos Dissei (PFL) e Marcos Zerbini (PSDB) apresentaram preços de outras prefeituras. Os uniformes comprados pela prefeita Marta Suplicy custam quase 160% a mais dos que os de outras cidades.Segundo os dois vereadores, a prefeitura de Cotia encaminhou cópias de suas planilhas de custo e amostras dos uniformes comprados. O conjunto de jaqueta e bermuda custou R$ 13,30, enquanto que em São Paulo o menor preço pago foi de R$ 34,00. As procuradoras municipais Maria Lucia Gomes da Silva e Carlota da Silva Brandi explicaram aos vereadores que a Prefeitura seguiu a legislação e que não cabe ao município "sair procurando preços mais baixos". "Se existem essas empresas têm preço mais baixo e boa qualidade de seus produtos deveriam ter entrado na licitação", disse Carlota. O vereador Zerbini disse que essas empresas poderiam concorrer se a Prefeitura não colocasse tantas restrições no edital de licitação.O vereador Domingos Dissei pediu mais informações sobre a nova licitação que a secretaria esta preparando para a compra de uniformes com tecido de tactel. "O problema é que o fio desse tecido é fabricado apenas por duas empresas. Isso pode caracterizar direcionamento da licitação", afirma Dissei. O presidente da Comissão de Educação, vereador Beto Custódio (PT), pretende convidar outros funcionários da secretaria para prestar novos esclarecimentos após o Carnaval.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.