Unifesp oferece 57 vagas para professores adjuntos

Podem participar todos que tenham título de doutor concedido por instituição brasileira

da Redação

06 de novembro de 2008 | 15h36

A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) abriu 57 vagas para professores adjuntos. Os candidatos podem se inscrever pessoalmente, nos endereços disponíveis no site da instituição, ou por procuração. Podem participar todos que tenham título de doutor concedido por instituição brasileira, ou título estrangeiro revalidado.   São oferecidas vagas em todos os câmpus da Universidade. Em São Paulo, há duas vagas nas áreas de Física Médica e Física Matemática, com inscrições até 3 de dezembro.   Em São José dos Campos, são três vagas nas áreas de Arquitetura de Computadores e Sistemas Operacionais, Teoria da Computação (com inscrições até 18 de novembro) e Matemática (com inscrições até 19 de novembro).   Em Diadema, são oito vagas nas áreas de Química Inorgânica, Microbiologia Básica e Clínica, Patologia Geral e Fisiopatologia, Equipamentos e Processos de Separação, Fenômenos de Transporte, Fisiologia Vegetal, Zoologia de Vertebrados e Matemática (com inscrições até 14 de novembro).   Em Guarulhos, são 15 vagas nas áreas de Francês para leitura de textos, Inglês para leitura de textos (com inscrições até 7 de novembro), Filosofia, História, Pedagogia (com inscrições até 26 de novembro), Ciências Sociais, Filosofia da Arte, História e História da Arte (com inscrições até 28 de novembro).   Em Santos são oferecidas 29 vagas nas áreas de Nutrição (com inscrições até 5 de dezembro), Terapia Ocupacional em Saúde Física, Educação Física, Nutrição, Psicologia, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Serviço Social (com inscrições até 26 de novembro), Psicologia Saúde Mental, Nutrição Alimentação coletiva, Fisioterapia Saúde coletiva, Educação Física Métodos e Técnicas, Eixo Trabalho em Saúde, Terapia Ocupacional em Saúde Mental (com inscrições até 3 de dezembro).

Tudo o que sabemos sobre:
EducaçãoUnifesp

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.