Unicamp lança manual do Vestibular 2005

O Manual do Vestibular 2005 da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) foi disponibilizado nesta quinta-feira no site da Comissão Permanente para os Vestibulares (Comvest). Os candidatos também poderão comprar o manual (R$ 10) nas agências do banco Banespa/Santander, mas a inscrição este ano será feita exclusivamente pela internet, entre os dias 30 de agosto e 30 de setembro.Segundo o coordenador do Comvest, Leandro Tessler, a medida deve tornar mais ágil o processo de inscrição. Ele explicou, entretanto, que serão adotadas medidas específicas para identificar os candidatos, por meio de impressão digital e assinatura.Os estudantes devem preencher a ficha, que estará disponível no site a partir do dia 30, imprimir o documento, colar uma fotografia e assiná-lo. O boleto bancário para o pagamento da inscrição, que custa R$ 90, será impresso junto com a ficha e pode ser pago em qualquer agência bancária.A ficha terá de ser entregue no dia da primeira fase de provas, em 21 de novembro, com foto e assinada.2.810 vagasA expectativa da Comissão é de que o número de inscritos seja próximo do registrado no ano passado, pouco mais de 50 mil alunos. Eles irão concorrer a 2.810 vagas.De acordo com Tessler, os aprovados para a segunda fase, entre 16 e 19 de janeiro do ano que vem, serão identificados por meio de impressão digital e/ou assinatura. A impressão será checada na matrícula."Estamos estudando adquirir um software no mercado para fazer essa identificação", afirmou.Durante o período da inscrição, a Comvest disponibilizará uma sala com computadores para os interessados em preencher a ficha.Isenções e inclusão socialO coordenador comentou que a Comissão está analisando os pedidos de isenção de pagamento da taxa inscrição e ainda não tinha, nesta quinta-feira, o levantamento de quantos serão isentos. O número deve ficar perto de 7.500 alunos. Cerca de um terço dos inscritos deverão ser aprovados para a segunda fase.No vestibular 2005 será colocado em prática o Programa de Ação Afirmativa para Inclusão Social. Candidatos que freqüentaram todo o ensino médio em escola pública terão um bônus de 30 pontos a ser somado na média da prova da segunda fase do concurso.Negros, pardos e indígenas auto-declarados, desde que oriundos de escolas públicas, ganharão mais 10 pontos, somando 40. Com isso, a estimativa é de que passe dos 30,3%, registrados este ano, para 38% o índice de alunos de escolas públicas aprovados na segunda fase.O programa da Unicamp é uma alternativa aos projetos de cotas universitárias, sem deixar de levar em conta a qualidade de ensino e a capacidade dos estudantes.

Agencia Estado,

26 de agosto de 2004 | 18h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.