Unicamp isenta candidato a curso noturno

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) vai isentar da taxa de inscrição todos os alunos formados em escola pública que se inscreverem para os quatro cursos noturnos da instituição no vestibular 2005. Também serão concedidas 5.868 isenções a estudantes de escolas públicas e famílias com renda per capita inferior a R$ 389,39 e 100 exclusivas para funcionários dauniversidade.A expectativa é de que o número de isentos este ano chegue a 7.500, cerca de 15% do número de inscritos no ano passado.Depois de três anos mantendo o mesmo valor, a Unicamp reajustou a taxa de inscrição em 20%, para R$ 90. Segundo o coordenador da Comissão de Vestibulares (Comvest) da Unicamp, Leandro Tessler, o reajuste é inferior à inflação de 32,7% do período do IPCA.Atrair bons estudantesTessler comentou que o objetivo de isentar todos os inscritos para os cursos noturnos, desde que tenham feito o ensino fundamental e médio em escolas públicas, pretende aumentar a demanda qualificada por esses cursos. "Queremos atrair bons estudantes para formar bons professores", comentou. Os cursos noturnos são Matemática, Ciências Biológicas, Letras e Química/Física.O coordenador adjunto da Comvest, Edgard Dedecca, alegou que há pouca divulgação da Unicamp entre os alunos de escolas públicas. "É comum nos perguntarem quanto custa estudar na Unicamp ou dizerem que a universidade é muito cara, sem saberem que se trata de uma universidade estadual", afirmou.Alunos de escola públicaDedecca acrescentou que alguns cursos da Unicamp têm demanda muito alta, o que dificulta o acesso, mas na maioria deles a disputada não é tão acirrada. Para justificar o interesse de atrair alunos de escolas públicas para os cursos noturnos, o coordenador de Pesquisa da Comvest, Renato Pedrosa, apresentou alguns números.No vestibular deste ano, 348 estudantes se inscreveram para 30 vagas de Física/Química noturna, sendo 63% dos inscritos e 47% dos matriculados egressos de escolas públicas. Em Matemática foram 384 candidatos a 65 vagas, sendo da rede pública 66% dos inscritos e 43% dos matriculados.Letras noturno contabilizou 477 interessados em 30 vagas, 66% dos candidatos e 63% dos matriculados vieram do ensino público. Ciências Biológicas atraíram 943 concorrentes a 45 vagas, 53% de escolas públicas, sendo 41% entre os matriculados."É preciso estimular esses alunos da rede pública a participar do vestibular", insistiu Tessler. O coordenador da Comvest preferiu não arriscar estimativas de inscritos para 2005. No ano passado, lembrou, foram perto de 50.500 candidatos que disputaram cerca de 2.800 vagas.Mais uma capitalTessler anunciou ainda que as provas do vestibular 2005 ocorrerão em mais uma capital, Fortaleza, a segunda no Nordeste, além de Salvador. Com a inclusão de Fortaleza, o vestibular da Unicamp passará a ser aplicado em 20 cidades, sendo nove capitais, inclusive São Paulo, e 11 municípios do interior paulista.As inscrições para o vestibular 2005 da Unicamp poderão ser feitas entre 30 de agosto e 30 de setembro, exclusivamente por internet. Os isentos, entretanto, terão que se inscrever antes, em data ainda a ser definida, na segunda quinzena de junho.

Agencia Estado,

21 de maio de 2004 | 09h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.