NILTON FUKUDA/ESTADÃO
NILTON FUKUDA/ESTADÃO

Parceria com indústria faz Unicamp liderar ranking na América Latina

Instituição aparece em 1º na América Latina pelo segundo ano, na frente da USP; mesmo com dificuldades financeiras, há 6 brasileiras no top 10

Isabela Palhares, O Estado de S.Paulo

18 Julho 2018 | 13h00
Atualizado 19 Julho 2018 | 17h54

SÃO PAULO - Considerada pelo segundo ano consecutivo como a mais prestigiada instituição de ensino superior da América Latina, a Universidade Estadual de Campinas  se destaca pela pesquisa e pela proximidade da produção científica com a indústria. O ranking de reputação acadêmica da revista britânica Times Higher Education (THE) foi publicado nesta quarta-feira, 18, reforça as universidades brasileiras como as melhores avaliadas da região – ocupando seis lugares do top 10. 

Mais nova e com metade do orçamento anual, a Unicamp fica à frente da Universidade de São Paulo  (USP) especialmente pelas parcerias com a indústria para a produção de conhecimento. A avaliação da revista usa 13 métricas de performance, divididas em quatro áreas: ensino, pesquisa, transferência de conhecimento e perspectiva internacional. 

A USP ainda tem desempenho melhor, mas bastante próximo ao da Unicamp, em ensino e internacionalização. “A Unicamp sempre teve essa vocação e proximidade com a indústria. Precisamos buscar mais essa alternativa de recurso, especialmente em um momento de crise financeira”, diz o reitor da instituição, Marcelo Knobel. 

O professor Mário Maróstica, coordenador do Laboratório de Nutrição e Metabolismo da Unicamp, por exemplo, desenvolve uma série de pesquisas sobre as propriedades de determinados alimentos para que possam ser melhor utilizados pela indústria. 

Uma das patentes desenvolvidas foi a do extrato da casca de jabuticaba, após a descoberta de propriedades que previnem a obesidade e o câncer de próstata. “Deveria estar no DNA de toda universidade essa proximidade com a indústria. A Unicamp privilegia e incentiva essa parceria com o setor privado”, diz.

Crise

Apesar de o Brasil ter classificado 43 universidades dentre as 129 selecionadas, a THE alerta que, “apesar do domínio regional contínuo”,  a situação econômica brasileira coloca o sistema de ensino superior em “posição precária”

“A profunda pressão financeira sobre suas universidades está prejudicando desempenho e atratividade no cenário global e colocando em risco seu imenso potencial. No entanto, face a esses desafios, a resiliência e a ambição das universidades são claras, assim como a contínua busca de aumentar a qualidade e atender às necessidades da nação”, diz Phil Baty, diretor editorial de Global Rankings da THE.

Dentre as instituições que perderam posição neste ano estão as universidades federais do Rio (UFRJ), do ABC (UFABC), de Pernambuco (UFPE), do Ceará (UFC), de Goiás (UFG) e do Rio Grande do Norte (UFRN). “Estamos há quatro anos acumulando redução no recurso para investimento e congelamento na verba para manutenção. Com o tempo, essa restrição compromete o desempenho das instituições de ensino. O impacto não é imediato, mas já começa a ser sentido”, diz Emmanuel Tourinho, presidente da Associação Nacional dos Dirigentes de Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes). 

Em nota, o Ministério da Educação (MEC) diz que não comenta estudos que não são oficiais do governo por desconhecer a metodologia aplicada. No entanto, destaca que não houve “cortes” neste ano e, mesmo com as limitações orçamentárias enfrentadas pelo País, não faltam recursos para as universidades federais. 

Em nota, a reitoria da USP disse considerar "auspicioso" que duas universidades públicas estaduais liderem o ranking. Informou também que a colocação de uma universidade em rankings varia segundo os quesitos analisados e as ponderações atribuídas a cada um deles. "Um exemplo: no ranking THE Global, de 2018, a USP ficou no estrato 251-300 e a Unicamp no 401-500. Embora os quesitos analisados sejam os mesmos nos dois rankings, as ponderações atribuídas aos diferentes quesitos varia", diz a nota. 

 

Confira a lista das 50 universidades mais prestigiadas da América Latina:

Nome da instituição País / região Ranking LatAm 2018 da THE
State University of Campinas Brazil 1
University of São Paulo Brazil 2
Pontifical Catholic University of Chile Chile 3
Federal University of São Paulo (UNIFESP) Brazil 4
Monterrey Institute of Technology and Higher Education Mexico 5
University of Chile Chile 6
Pontifical Catholic University of Rio de Janeiro (PUC-Rio) Brazil 7
University of the Andes, Colombia Colombia 8
Federal University of Minas Gerais Brazil 9
Federal University of Rio Grande do Sul Brazil 10
São Paulo State University (UNESP) Brazil 11
Federal University of Rio de Janeiro Brazil 12
National Autonomous University of Mexico Mexico 13
Federal University of Santa Catarina Brazil 14
Federal University of São Carlos Brazil 15
University of Brasília Brazil 16
University of Concepción Chile 17
Pontifical Catholic University of Peru Peru 18
National University of San Martín Argentina 19
University of Antioquia Colombia 20
Federal University of Viçosa Brazil 21
National University of Córdoba Argentina 22
University of Santiago, Chile (USACH) Chile 23
Federico Santa María Technical University Chile 24
Rio de Janeiro State University (UERJ) Brazil 25
Metropolitan Autonomous University Mexico 26
Pontifical Catholic University of Valparaíso Chile 27
Austral University of Chile Chile 28
Pontifical Javeriana University Colombia 29
Federal University of Bahia Brazil 30
National University of Colombia Colombia 31
National University of La Plata Argentina 32
Pontifical Catholic University of Rio Grande do Sul (PUCRS) Brazil 33
Federal University of ABC (UFABC) Brazil 34
Federal University of Pernambuco Brazil 35
Federal University of Paraná (UFPR) Brazil 36
The University of the West Indies Jamaica 37
National University of Cuyo Argentina 38
Simón Bolívar University Venezuela 39
National Polytechnic Institute (IPN) Mexico 40
Cayetano Heredia University Peru 41
Pontifical Catholic University of Paraná Brazil 41
Torcuato Di Tella University Argentina 43
Federal University of Lavras Brazil 44
Fluminense Federal University Brazil 45
University of Valparaíso Chile 46
Federal University of Pelotas Brazil 47
Londrina State University Brazil 48
Federal University of Technology – Paraná Brazil 49
University of the Andes, Chile Chile  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.