Unicamp é a mais votada em enquete sobre a 2ª fase

Segunda fase do vestibular da estadual de Campinas é considerada a melhor e mais trabalhosa

Paulo Saldaña, Especial para o Estadão.edu

26 Janeiro 2010 | 00h01

Ana Carolina Danucci tem 20 anos e passou os últimos três nas cadeiras do cursinho. Com o pensamento fixo na universidade pública, a vestibulanda de Medicina enfrentou a maratona dos três principais vestibulares do Estado, finalizada em janeiro.   Depois de nove dias de provas de segunda fase, uma certeza: "A segunda fase mais trabalhosa foi a da Unicamp. Foi desumano."   A opinião da experiente vestibulanda é endossada pelos professores de cursinhos e colégios consultados pelo Estadão.edu. Além de ser eleita a mais trabalhosa, a segunda fase da Unicamp foi considerada a melhor do ano. Os professores analisaram as provas da Unicamp, Fuvest e Unesp para votar em seis quesitos: a melhor, a mais difícil; a que exigiu mais conteúdo; a mais trabalhosa; a de perfil mais interdisciplinar; e a que pediu mais questões de atualidades.   O exame da Unicamp recebeu 28 citações. A Fuvest ficou com 27 e venceu nas quatro categorias restantes. Já a Unesp recebeu apenas sete votos.   Para o coordenador do Colégio Global, Cesar Betioli, a Unicamp exigiu uma ótima preparação dos alunos: "Cobrou temas interessantes e havia questões muito bem elaboradas." Edmilson Mota, do Etapa, elogiou a prova de química. "Ela concretizou o que se diz sobre como devem ser os vestibulares."   O levantamento anterior, sobre a primeira fase, elegeu a Fuvest. A seleção da USP ficou à frente em todos os quesitos – só empatando com a Unicamp como a prova mais trabalhosa.   Quem votou:  Carlos Ciscato, do Intergraus;  Nicolau Marmo, do Anglo;  Edmilson Mota, do Etapa;  Eduardo Figueiredo, do Objetivo;  Alessandra Venturi, do Cursinho da Poli;  Fábio Rendelucci, do COC;  Mauricio Ceroni, do Pentágono;  Cesar Betioli, do Global e  Marcelo Feitosa, do Magister.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.