Unesp inaugura sete unidades diferenciadas no interior paulista

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), ministrou na segunda-feira a aula inaugural das sete novas unidades diferenciadas da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), instaladas em cidades das regiões sul e sudoeste do Estado. A palestra, proferida no câmpus de Itapeva (a 285 quilômetros da capital), foi transmitida ao vivo através do sistema de teleconferência para as outras unidades.As aulas regulares começam nesta terça-feira para os 385 novos alunos dos cursos de Engenharia Industrial Madeireira (Itapeva), Agronomia (Registro), Engenharia Ambiental e Mecatrônica (Sorocaba), Geografia (Ourinhos), Administração de Empresas (Tupã), Zootecnia (Dracena) e Turismo Ecológico (Rosana). Eles obtiveram as vagas depois de disputá-las no vestibular realizado em julho.Democratizar e desenvolverSegundo Alckmin, a expansão da Unesp não tem paralelo na história da universidade pública brasileira. Incluindo os 13 novos cursos nos oito campi tradicionais, foram abertas 857 vagas na universidade este ano.Além de democratizar o ensino público superior, o objetivo é promover o desenvolvimento de regiões que não tinham acesso a esse ensino. "Estamos rompendo um ciclo migratório perverso onde as pessoas eram obrigadas a sair das pequenas e médias cidades para estudar nos grandes centros."Segundo ele, os cursos foram dimensionados para atender a vocação de cada região. O Estado fez parcerias com as prefeituras para tornar possível a instalação das unidades em um prazo muito curto. "Sem a colaboração dos municípios, seria impossível montar toda a estrutura em menos de um ano."Municípios participamA prefeitura de Sorocaba, por exemplo, investiu R$ 975 mil na compra do prédio que abriga dos cursos de Engenharia de Controle e Automação (Mecatrônica) e de Engenharia Ambiental. Este deve ser transferido, no próximo ano, para a Floresta Nacional de Ipanema em Iperó.Sua localização provisória ocorreu em Sorocaba porque a Procuradoria Geral da República exigiu estudo de impacto ambiental para o uso de instalações da reserva federal na cidade vizinha. O reitor da Unesp, José Carlos Souza Trindade, disse que desde 2001 a universidade criou 1.645 novas vagas.

Agencia Estado,

19 de agosto de 2003 | 11h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.