Unesp cria cinco cursos com modelo inovador

Bacharelado básico em Ciências Exatas vai durar três anos; no segundo ciclo, aluno poderá escolher entre 4 opções

Luciana Alvarez, O Estado de S. Paulo

31 Agosto 2010 | 10h35

O Conselho da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp) aprovou a criação de cinco novos cursos na área de Exatas, em um modelo acadêmico com formação intermediária. Os estudantes vão ingressar no bacharelado em Ciências Exatas, de três anos. Após a essa etapa, poderão optar por quatro cursos de terminação diferentes: Física Fundamental, Física Financeira, Física Ambiental ou Meteorologia.

 

A intenção da reitoria é construir toda a infraestrutura até o fim de 2011, para que as aulas comecem em 2012. O número de vagas ainda não foi definido.

 

“O modelo é europeu e o diferencial é que oferecemos várias opções”, disse o reitor da Unesp, Herman Voorwald. Dessa forma, o universitário também poderá entrar mais cedo no mercado de trabalho. “O mercado procura alguém que resolva problemas. Com a formação muito sólida do primeiro ciclo, os alunos já estarão qualificados.”

 

Após o fim do ciclo básico, o aluno vai pode cursar mais um ano no próprio câmpus de São Paulo ou mais dois em Bauru, para obter o diploma de Meteorologia.

“É algo totalmente inovador para a Unesp”, afirmou o diretor do Instituto de Física Teórica, Rogério Rosenfeld.

Mais conteúdo sobre:
Unesp Vestibular Ciências Exatas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.