Unesp/Divulgação
Unesp/Divulgação

UNESP: Agronomia em alta

Concorrência foi de 13,6 candidatos por vaga para 22,1 – o maior crescimento em relação a 2014. Cursos de Engenharia e Zootecnia também são disputados

Juliana Domingos de Lima, O Estado de S. Paulo

19 Maio 2015 | 03h00

Presente em 24 cidades do Estado de São Paulo, a Universidade Estadual Paulista (Unesp) teve um total de 16.630 inscritos no vestibular de meio de ano em 2015.

Em relação à procura, destacaram-se os cursos de Engenharia Civil em Ilha Solteira (48,4 candidatos por vaga), Engenharia de Produção em Bauru (42,3) e Zootecnia em Dracena (35,8). O maior aumento, em comparação com o último ano, foi registrado em Agronomia: de 13,6 candidatos por vaga para 22,1.

O coordenador do curso de Agronomia de Ilha Solteira, Fernando Tadeu de Carvalho, considera o crescimento um reflexo do bom momento nesse mercado. “Os alunos se formam e arrumam emprego, principalmente em multinacionais de defensivos agrícolas, grandes empresas de adubação e usinas de cana-de-açúcar. As empresas entrevistam os alunos aqui antes mesmo de se formarem.”

De acordo com o professor, a procura tem relação com a inserção da agronomia na economia nacional. “Há dez anos, o Brasil produzia 14 milhões de hectares em soja. Hoje estamos com mais de 30 milhões, o dobro de área. Isso cria uma demanda por mais profissionais.”

O diferencial do curso de Agronomia em Ilha Solteira é a localização, na divisa do Estado de São Paulo com Mato Grosso do Sul, região do País onde a agricultura é muito forte, o que ajuda os alunos a conseguir estágio. Ilha Solteira é uma cidade pequena, universitária, e o câmpus teve grande crescimento em laboratórios nos últimos anos.

Acima das expectativas

“Entrei achando que fosse uma coisa e acabou sendo melhor. E os professores são excelentes. Acho que em todos os cursos, quando a gente entra na faculdade, as matérias são muito básicas. Ao longo do estudo você vai se encaixando na profissão, vendo o que gosta. A Agronomia é muito abrangente, o leque é grande. A gente não tem noção de que o agrônomo pode fazer quase tudo. Gosto de entomologia, que é basicamente o estudo dos insetos e das pragas que afetam do campo até a mesa do consumidor.” (Camila Luise Potenza, aluna de Agronomia em Jaboticabal)

OUTROS CURSOS: Engenharia Ambiental, Engenharia de Controle, Engenharia de Automação, Engenharia Mecânica INSCRIÇÃO: encerrada TOTAL DE VAGAS: 360 DATA DA PROVA: 13 e 14/6 DIVULGAÇÃO DO RESULTADO: 16/7 MENSALIDADE: gratuito SITE: unesp.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.