Unesco e OEA têm 1.200 bolsas para educadores brasileiros

Mil e duzentas bolsas de estudo serão oferecidas a educadores do nível pré-escolar, ensino fundamental e ensino médio para o curso de atualização docente "Qualidade da Educação Básica". Trata-se de um curso a distância, que será ministrado por meio do Portal Educacional das Américas.O custo de US$ 260 por aluno será bancado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) no Brasil e pela Agência Interamericana para a Cooperação e o Desenvolvimento, da Organização dos Estados Americanos (OEA).Segundo Jorge Werthein, representante da Unesco no Brasil, a iniciativa é parte do apoio dos organismos internacionais ao Ministério da Educação e às secretarias estaduais na qualificação dos professores brasileiros e na capacitação de alfabetizadores.ProgramaO curso, que começa em 8 de setembro, é dividido em 14 módulos semanais. A carga horária é de 420 horas, sendo 252 dedicadas à leitura dos módulos e atividades interativas pela internet, e 168 horas à elaboração de trabalhos.Entre os temas estão Introdução à filosofia da qualidade em educação; A resolução de problemas nas escolas; A qualidade necessita da participação das comunidades; Algumas implicações da qualidade; A qualidade no processo de alfabetização; Qualidade, eqüidade e democracia.Os interessados em concorrer à bolsa deverão seguir as instruções expostas na seção de bolsas do Portal Educacional das Américas.

Agencia Estado,

24 de junho de 2003 | 17h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.