Ayrton Vignola/AE
Ayrton Vignola/AE

UNE participa de passeata que interdita Avenida Paulista

A via está totalmente ocupada no sentido Paraíso; centrais sindicais e entidades estudantis seguem para Assembleia Legislativa

Estadão.edu e João Paulo Carvalho, da Agência Estado

03 Agosto 2011 | 12h47

Cerca de 15 mil manifestantes de diversas centrais sindicais e entidades estudantis como a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) interditam totalmente a Avenida Paulista no sentido Paraíso no início da tarde desta quarta-feira, 3.

 

Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a via está totalmente ocupada na região da Rua Haddock Lobo. A Força Sindical diz que mais de 40 mil pessoas participam do evento, o Congresso das Centrais Sindicais.

 

O ato começou por volta das 10h, na Praça Charles Miller, em frente o Estádio do Pacaembu, na zona oeste de São Paulo. Após a concentração, os trabalhadores seguem agora para a Assembleia Legislativa, passando pela Avenida Paulista. Os manifestantes reivindicam a aprovação da pauta trabalhista no Congresso Nacional.

 

Segundo a Força Sindical, uma das participantes do ato, a Agenda Unitária da Classe Trabalhadora é um conjunto de reivindicações democráticas e populares para mudanças na política econômica, como redução dos juros, conquistar o desenvolvimento com valorização do trabalho, distribuir renda e fortalecer o mercado interno, reduzir a jornada de trabalho para 40 horas semanais sem redução do salário, acabar com o Fator Previdenciário, por uma política de valorização das aposentadorias, regulamentar a terceirização para garantir os direitos dos trabalhadores, entre outros.

 

Participam da manifestação Força Sindical, CTB, CGTB, UGT, Nova Central, MST, UNE e Ubes.

Mais conteúdo sobre:
UNE Passeata Avenida Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.