UNE fará marcha em Brasília com 44 DCEs de federais em greve

Ato que vai terminar diante do MEC tem apoio de entidades como Andes e MST

25 Junho 2012 | 17h48

A União Nacional dos Estudantes quer mobilizar nesta terça-feira (26) alunos em favor da greve nas universidades federais. A UNE convocou a Brasília representantes de 44 Diretórios Centrais dos Estudantes de universidades para uma marcha que se concentrará às 9 horas diante da Biblioteca Nacional, seguindo depois até o Ministério da Educação.

Os estudantes esperam ser recebidos pelo ministro Aloizio Mercadante, para entregar a ele uma lista de reivindicações que prevê a ampliação da assistência estudantil, melhoria da estrutura das universidades, mais restaurantes universitários, creches, moradias, bolsas e outras formas de auxílio para garantir a permanência dos alunos e a qualidade nas instituições de ensino superior.

A UNE promete levar ao ministro um relatório detalhado sobre a situação de cada uma das 44 universidades presentes na manifestação, como forma de alertar para a necessidade de melhorias e valorização do setor.

Também participam da passeata entidades como a Associação Nacional dos Docentes no Ensino Superior (Andes), o Fórum de Professores das Instituições Federais de Ensino Superior (ProIfes) e o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST).

“O que os estudantes querem é um novo ciclo de investimentos para a universidade brasileira, de forma a promover uma verdadeira reforma universitária, para que essas instituições estejam mais qualificadas, democráticas e prontas para receber o povo brasileiro”, diz o presidente da UNE, Daniel Iliescu.

Mais conteúdo sobre:
une universidades federais greve

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.