Colégio Ítaca/Divulgação
Colégio Ítaca/Divulgação

Nos colégios menores, uma troca da escola com família e sociedade

Instituições com poucos estudantes priorizam abordagem mais humana; proximidade tem o objetivo de melhor o desempenho

Camila Santos, Especial para o Estado

21 Setembro 2015 | 08h00

SÃO PAULO - Colégios de São Paulo bem avaliados pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), mas excluídos das tabelas do Estado porque tiveram menos de 61 alunos que fizeram a prova no ano passado, têm abordagem mais humana e costumam priorizar a troca da escola com a família e a sociedade.

“Além da formação acadêmica e humana, uma escola deve preocupar-se com o acolhimento do estudante”, conta Rosa Costa, diretora institucional do Colégio Augusto Laranja, na zona sul. Segundo a diretora, esse amparo deve se estender à família, para aproximá-la da escola e, consequentemente, melhorar o desempenho do aluno.

Rosa diz que o acolhimento deve estimular desafios. “O estudante precisa se sentir instigado a desenvolver-se, a buscar interação com os outros e com o mundo.” Para ela, essa postura é vista da educação infantil ao ensino médio, por causa da abrangência do modelo pedagógico da escola. “Os alunos aprendem sobre desenvolvimento sustentável, matemática financeira e fotografia.”

Denise Krein, vice-diretora do Colégio Palmares, na zona oeste, também defende a relação entre a instituição e as famílias como fator essencial para o fortalecimento pedagógico. Conforme a vice-diretora, o relacionamento direto entre alunos e professores também é diferente: “Embora a disciplina seja uma questão muito importante, o ensino é baseado na afetividade.”

O Colégio Ítaca, na zona oeste, prioriza uma abordagem humanista. A realidade é o ponto de partida para a formulação de conceitos, por meio do estudo, da reflexão e da criação.

De acordo com a diretora administrativa, Sônia Drucker, o aprendizado deve ser multidisciplinar: “A integração entre as diversas linguagens aumenta o repertório e o espírito crítico, motiva o saber e liberta a expressão, permitindo a produção criativa, a responsabilidade e a independência.”

SERVIÇO

Colégio Augusto Laranja 

Endereço: R. dos Chanés, 205, Moema, tel. 2113-0700

Período de matrícula: De outubro a dezembro

Método de ingresso: Entrevista (EF1); entrevista e avaliação (EF2 e EM)

Alunos por turma: 25 (EF1); 30 (EF2); 35(EM)

Mensalidade: De R$ 1.825 a R$ 2.765 (valores de 2015)

Site: www.augustolaranja.com.br

Colégio Palmares

Endereço: Av. Pedroso de Morais, 1271, Pinheiros, tel. 3037-2555 

Período de matrícula: De 1º de junho a 18 de setembro (depois da matrícula, em 28 de novembro, há novo processo seletivo em caso de vagas remanescestes)

Método de ingresso: vivência (1º e 2º anos do EF1); avaliação de Português e Matemática (a partir do 3º ano do EF1)

Alunos por turma: De 20 a 35 (EF1 e EF2); entre 30 e 40 (EM) 

Mensalidade: De R$ 2.752 a R$ 3.442 (valores de 2015)

Site: www.colegiopalmares.com.br 

Colégio Ítaca 

Endereço: Av. Pirajussara, 4.359, Butantã, tel. 3751-1633

Período de matrícula: De setembro a novembro 

Método de ingresso: entrevista e prova de Língua Portuguesa e Matemática 

Alunos por turma: De 22 (1º ano do EF1) a 28 (5º ano do EF1); 32 (EF2); 36 (EM)  

Mensalidade: De R$ 1.460 a R$ 2.200 (valores de 2015)

Site: www.itaca.com.br

* Informações e valores de mensalidade não incluem ensino infantil

Mais conteúdo sobre:
Escolas Colégios Educação Pedagogia enem

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.