JB Neto/AE
JB Neto/AE

Um ensino voltado para o mercado

Em escolas técnicas, alunos colocam em prática conhecimentos adquiridos em sala de aula

Mariana Mandelli, O Estado de S. Paulo

12 Setembro 2011 | 04h14

Colocar em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula e aumentar as chances de ingresso no mercado de trabalho. Segundo os alunos, são essas as duas principais apostas na hora de optar por estudar em uma escola de ensino técnico.

Nathalie Menegoli Ribeiro, de 16 anos, acaba de terminar o curso técnico de Nutrição na Escola Técnica Estadual (Etec) Parque Belém, que fez concomitantemente com o ensino médio em outro colégio estadual.

"Não queria ficar parada em casa e acho que agora terei mais chances quando for disputar uma vaga, o que pode ajudar a pagar uma faculdade", diz. Ela ainda afirma que muito do conteúdo que aprendeu no curso técnico ajudou nas aulas do ensino regular.

Henrique Teixeira, de 16 anos, aluno do ensino médio regular da Etec São Paulo - a melhor instituição pública paulistana em desempenho no Enem 2010 -, afirma que os pontos mais fortes do curso são o corpo docente e a autonomia dos alunos.

"Meus pais queriam uma escola forte, que me ajudasse a estudar para ter chance nos vestibulares. Acho que, com o ensino que recebo aqui, eu consigo", diz ele, que quer prestar vestibular para Direito. "Conheço alunos de escolas estaduais regulares que não aprenderam o conteúdo que eu estou tendo."

Mais conteúdo sobre:
enem 2010 Etec Escola técnica

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.