UFPR recorre para manter cotas

A Universidade Federal do Paraná (UFPR) entrou na Justiça para tentar cassar a liminar que não permite o sistema de cotas na instituição. A liminar foi concedida pela Justiça Federal e proíbe a reserva de 20% das vagas para candidatos que estudaram em escolas públicas ou sejam descendentes de africanos.As 4.144 vagas oferecidas pelo sistema de cotas da UFPR estão sendo disputadas por 16.165 pessoas. Os vestibulandos já fizeram a primeira prova, e a segunda fase está prevista para os dias 19 e 20 de dezembro.A UFPR orienta os alunos a continuarem estudando sem se importar com as discussões jurídicas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.