Trote impede alunos de medicina de se formarem em Taubaté

Estudantes da Unitau receberam suspensão por trotes violentos cometidos em fevereiro deste ano

Fabiana Marchezi, da Central de Notícias,

13 Novembro 2009 | 12h06

A Universidade de Taubaté (Unitau), no Vale do Paraíba, suspendeu os nove estudantes acusados de participação em trotes violentos em fevereiro deste ano. Com isso, dois formandos do curso de medicina foram impedidos de colar grau. Os advogados de defesa já entraram na Justiça para recorrer da decisão e caso consigam anular a suspensão, os estudantes poderão se formar normalmente, desde que reponham as aulas.   Todos os alunos foram suspensos por 60 dias após a instauração de uma sindicância interna. Um deles também é formando de medicina mas já havia sido reprovado por falta. Os nove estudantes entraram com liminar na Justiça, mas a Unitau recorreu e conseguiu manter a suspensão para cinco deles.

Mais conteúdo sobre:
trote Taubate formatura

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.