Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Tropa de Choque cumpre ordem de reintegração de posse da reitoria da USP

Há poucos alunos no local e não houve conflito, segundo a polícia, que iniciou operação no fim da madrugada

O Estado de S. Paulo

12 Novembro 2013 | 06h30

Atualizada às 7h47.

SÃO PAULO - A Tropa de Choque da Polícia Militar cumpriu na manhã desta terça-feira, 12, a ordem de reintegração de posse da reitoria da USP, ocupada desde 1º de outubro. Segundo a corporação, há poucos alunos no local e não houve confronto. A operação teve início às 5h30.

 

Após a desocupação, a polícia iniciou uma perícia para avaliar danos ao prédio.

A Justiça determinou a reintegração de posse na segunda-feira, 4. O desembargador Xavier de Aquino, da 2ª Câmara de Direito Público de São Paulo, disse que a ocupação da reitoria atrapalhava "o bom andamento da universidade". Em assembleia na quarta-feira, 6, os alunos decidiram permanecer no prédio.

A reitoria foi invadida depois de o Conselho Universitário da USP ter rejeitado as eleições diretas para reitor e vice-reitor. A eleição direta é a principal demanda dos estudantes.

Mais conteúdo sobre:
USP reintegração tropa de choque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.