Trainee: 3 dicas, 4 sites e 1 aplicativo

Ouça os colegas

Cedê Silva, Especial para o Estadão.edu

20 Agosto 2011 | 16h45

Existem muitas formas de receber informações sobre vagas de trainee, mas para a psicóloga Elaine Martins, especialista em coaching executivo, a melhor fonte são os próprios trainees. “Quem está dentro sabe do que a empresa precisa e pode dizer quais são as vagas ruins."

Palavra de blogueira

A bacharel em Direito Mariana Coimbra, de 27 anos, montou em julho de 2009 o blog ‘Por que não passei?’, depois de ser reprovada em dois processos seletivos. Tornou-se trainee de uma grande empresa e hoje é analista de RH. “É importante estudar a empresa, ver se você se encaixa”, diz Mariana. “Muita gente chega para a seleção tentando ser o que não é. Não funciona.”

Use e abuse das redes

Quem não conhece trainees pode usar Twitter ou Facebook para fazer perguntas à sua rede de contatos

Ciee.org.br

Oferece vagas de trainee e de estágio.

LinkedIn.com

A dica é entrar no grupo Vagas Trainee e Estágios, no qual empresas como Embraco e GE anunciam seus programas

Nube.com.br

Este núcleo de estágios afirma ter 2,5 milhões de estudantes cadastrados e contar com 5 mil empresas clientes

Vagas.com.br

Quem se cadastra recebe as vagas por e-mail. Várias empresas usam este site em suas seleções de trainee

BranchOut

Aplicativo para o Facebook. É fácil procurar pessoas pela empresa na qual trabalham.

Mais conteúdo sobre:
Trainee

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.