ALEX SILVA/ESTADAO
ALEX SILVA/ESTADAO

Audiência entre governo e alunos termina sem acordo

Justiça determinou que desocupação de escola pela PM, caso necessária, seja feita sem violência; secretário não foi à audiência

Victor Vieira, O Estado de S. Paulo

13 Novembro 2015 | 18h02

SÃO PAULO - Terminou sem acordo a audiência de conciliação entre a Secretaria da Educação do Estado e alunos da Escola Estadual Fernão Dias Paes na tarde desta sexta-feira, 13. Os manifestantes, que protestam contra a reorganização da rede estadual de ensino, terá até as 17 horas e 18 minutos deste sábado, 14, para deixar o colégio, em Pinheiros, zona oeste da capital. 

A Justiça determinou que a desocupação forçada, caso necessária, seja feita pela Polícia Militar sem o uso de violência. O juiz Alberto Muñoz, da 5ª Vara da Fazenda Pública da capital, ainda indicou que os alunos não devem sofrer sanções da PM ou da Secretaria da Educação. 

Participaram da audiência três alunos, representante da Secretaria da Educação, do Ministério Público, da Defensoria, do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp) e do Conselho Tutelar. 

Os estudantes ainda devem fazer assembleia na escola para decidir se desocupam o prédio. Eles queriam conversar diretamente com o secretário Herman Voorwald, que não foi à audiência. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.