Termina prazo para inscrição de reclassificados do ProUni

Termina às 18 horas desta segunda-feira, 5, o prazo para os estudantes reclassificados do Programa Universidade para Todos (ProUni) entregarem a documentação necessária para garantir bolsa de estudo em instituição particular de ensino superior. Os alunos reclassificados são chamados para ocupar as vagas de quem foi selecionado na primeira etapa e não apresentou, até 2 de fevereiro, os documentos que comprovam os dados socioeconômicos.Os documentos que devem ser entregues são o comprovante de ter cursado todo o ensino médio em escola pública ou em escola privada, na condição de bolsista integral; comprovação de renda per capita familiar até um salário mínimo e meio (R$ 525,00 em valores de hoje), se concorre à bolsa integral; e até três salários mínimos (R$ 1.050,00) per capita familiar para bolsa parcial, de 50% da mensalidade.Para saber se foi reclassificado, o estudante deve acessar a página eletrônica do programa e informar o número de inscrição no Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) ou o CPF. Foram reclassificados 33.116 candidatos às vagas do ProUni este ano. Das 33.116 bolsas disponíveis, 17.868 são integrais e 15.248 parciais, no valor de 50% da mensalidade. As instituições de ensino superior parceiras do Ministério da Educação no programa também tiveram o prazo de lançamento dos dados dos alunos no sistema do ProUni prorrogado para o dia 10 de março. Novas inscriçõesOs estudantes que desejam concorrer a bolsas do ProUni para cursos que terão início no segundo semestre deste ano já podem preparar os documentos. O MEC anuncia que as inscrições serão abertas em 23 de maio. A divulgação dos selecionados será feita em 14 de junho.Para concorrer a bolsas de estudos, o candidato tem que cumprir uma série de requisitos, entre eles, ter feito o Enem em 2006 e ter obtido média superior a 45 pontos; ter feito todo o ensino médio em escola pública ou na rede particular, na condição de bolsista integral; comprovar renda familiar per capita até um salário mínimo e meio (R$ 525,00 em valores de hoje) para concorrer à bolsa integral e até três salários mínimos (R$ 1.050,00) para a bolsa de 50% do valor da mensalidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.