Terceirizada de limpeza da USP diz que cumpria obrigações trabalhistas

Empresa União divulga nota afirmando que universidade estava fazendo repasse abaixo do valor contratado

Estadão.edu

13 Abril 2011 | 10h31

A empresa terceirizada União, contratada pela Universidade de São Paulo para fazer a limpeza de algumas unidades, divulgou na noite de terça-feira um comunicado em que afirma que a universidade estava pagando 30% menos do que o estabelecido em contrato, desrespeitando decisão judicial. Os funcionários estão paralisados desde sexta-feira da semana passada, e o câmpus está com sujeira pelo chão de corredores, dentro dos banheiros e nas salas.

 

A empresa afirmou na nota que discordou da decisão do depósito em juízo feito pela USP, uma vez que isso ignora "as necessidades da empresae de seus empregados".

 

A União afirma que nunca deixou de cumprir com suas obrigações trabalhistas, embora não tenha recebido o repasse do reajuste da categoria, de 15%, este ano.

 

Confira no blog do Estadão.edu a nota na íntegra.

Leia mais:

 

Alunos da USP apoiam greve da limpeza

 

Funcionários da USP ameaçam entrar em greve na quinta-feira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.