REPRODUÇÃO
REPRODUÇÃO

Tema da redação da Fuvest já apareceu no Enem 2012

Vestibular da USP tem tradição em cobrar assuntos filosóficos; candidatos fazem mais provas nesta segunda-feira

O Estado de S. Paulo

08 Janeiro 2017 | 21h51

SÃO PAULO - O mesmo texto do filósofo Immanuel Kant – cobrado neste domingo, 8, na redação da Fuvest – já apareceu na prova de Ciências Humanas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em 2012. Naquele ano, a questão trazia um trecho menor do texto e cobrava o conceito de Esclarecimento, ligado ao Iluminismo. Segundo a resposta correta, o Esclarecimento era “a reivindicação de autonomia da capacidade racional, como expressão da maioridade.” 

A Fuvest, exame de acesso a vagas na USP,  tem tradição na cobranças de assuntos abstratos e filosóficos para a redação. Alguns exemplos são os temas “Utopia” (2016), com textos de apoio dos pensadores Paul Ricouer e Karl Manheim, e “Indivíduo” (1995), em que a coletânea de textos tinha autores como os filósofos Theodor Adorno e Max Horkheimer. Diferentemente da prova do Enem, a redação da Fuvest não exige que o candidato apresente uma proposta de intervenção para o problema apresentado. 

Nesta segunda-feira, 9, os candidatos fazem uma prova de 16 questões com as disciplinas que constituem o núcleo comum do ensino médio (História, Geografia, Matemática, Física, Química, Biologia, Inglês), sendo algumas questões interdisciplinares. Amanhã, último dia de provas, são 12 questões de duas ou três disciplinas, a depender da carreira escolhida. Cada um dos dias de prova vale 100 pontos. O candidato que zerar em uma das avaliações estará eliminado do vestibular.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.