Tarso propõe grupo de trabalho com estudantes

O ministro da Educação, Tarso Genro, comprometeu-se a levar ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva o documento entregue nesta quarta-feira pela União Nacional dos Estudantes (UNE) e União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), com propostas para a reforma do ensino. Também sugeriu a criação de um grupo de trabalho para analisar as propostas específicas dos estudantes.?Provavelmente temos aqui um acordo de 90%, já que muitas são posições que estão sendo sustentadas pelo MEC com o apoio do presidente Lula?, afirmou.A comissão que entregou o documento ao ministro representava cerca de 4 mil estudantes universitários e de ensino médio que ocuparam nesta quarta-feira a Esplanada dos Ministérios para pedir mudanças na economia e mais recursos para a Educação.No final da manhã, representantes do grupo foram ao encontro do ministro, que estava no Palácio do Itamaraty, entregar as propostas. Aos gritos de ?Ou muda a economia ou paramos o Brasil?, os estudantes foram também até o Ministério da Fazenda, onde mostraram cartões vermelhos pedindo mais investimento em educação.A proposta da UNE prevê R$ 1 bilhão a mais no orçamento do ano que vem apenas para o ensino superior. Segundo o presidente da UNE, Gustavo Petta, a Desvinculação dos Recursos da União (DRU) e o superávit primário seguindo pelo governo tornam impossível colocar recursos suficientes na área.

Agencia Estado,

11 de agosto de 2004 | 19h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.