Tarso pede à Câmara rapidez com projetos do MEC

O ministro da Educação, Tarso Genro, pediu nesta terça-feira ao presidente da Câmara dos Deputados, João Paulo Cunha (PT-SP), pressa na tramitação dos projetos que instituem cotas para estudantes de escolas públicas nas universidadesfederais e no que garante vagas para estudantes pobres nas faculdades particulares, o Universidade para Todos (ProUni).Em uma conversa na Câmara, Tarso disse aodeputado que gostaria de ver pelo menos um desses projetos aprovados antes do recesso parlamentar, em julho.?Expliquei ao presidente da Câmara que os princípios desses dois projetos deverão estar na proposta de reforma universitária que será enviada ao Congresso em novembro. Gostaríamos de ter pelo menos uma delas em prática no segundo semestre para verificar o resultado?, disse o ministro.Na semana passada, a Câmara instalou a comissão especial que vai tratar do ProUni. Inicialmente, o projeto passaria por três comissões: Constituição e Justiça, Educação e Tributação. Mas, para simplificar a tramitação foi criada a comissão especial.João Paulo disse a Tarso que considera os argumentos fortes e vai examinar a possibilidade o mais rapidamente possível. No entanto, depende de avaliação técnica da Casa e os líderes dos partidos para ver a possibilidade dos projetos chegarem à votação até julho.O ministro disse, ainda, que sua preferência é pela aceleração do ProUni. Mais complexo, o projeto recebeu 292 emendas. No entanto, o relator, deputado Irineu Colombo (PT-PR), pretende entregar seu substitutivo ainda em junho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.