Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Summit Educação começa nesta segunda com debate sobre volta às aulas na rede pública

Evento online realizado pelo Estadão traz em painel de abertura com secretários de três Estados para discutir os desafios do retorno às escolas

Paula Felix, O Estado de S.Paulo

24 de agosto de 2020 | 05h00

Em meio a dúvidas sobre a volta às aulas e a necessidade de estratégias para o retorno seguro, os principais nomes da área de educação vão debater os impactos da pandemia do novo coronavírus durante uma semana no Summit Educação Brasil 2020, evento gratuito e online realizado pelo Estadão, que começa nesta segunda-feira, 24.

Com o tema Volta às aulas e a nova educação pós-pandemia, o evento debate desafios que instituições públicas e privadas, que tiveram de fechar as portas logo no início do ano letivo, enfrentam para garantir que os alunos se mantenham motivados, que o conteúdo seja dado de forma clara e que as desigualdades não aumentem.

O painel de abertura terá como foco o retorno das atividades da rede pública e terá participação dos secretários da Educação dos Estados de São Paulo (Rossieli Soares), Pernambuco (Fred Amancio) e Espírito Santo (Vitor de Angelo).

Antes do painel, a conselheira de Cooperação Internacional e Engajamento do Ministério da Educação da Nova Zelândia, Graciélli Ghizzi-Hall, vai falar das 9h às 9h40 sobre a escola pós-quarentena com base nas medidas adotadas no país. Neste dia, o painel será das 10h às 12h. Nos demais dias, os debates serão das 9h às 11h.

A retomada na rede privada será tema do 2º dia do evento. O 3º dia vai abordar um assunto que inquieta estudantes: como manter o currículo de escolas internacionais e se preparar para estudar fora. Andrea Tissenbaum, consultora especialista em educação internacional e autora do Blog da Tissen, sobre estudar no exterior, será uma das palestrantes.

O penúltimo dia do evento debaterá a educação infantil na pandemia, o que tem preocupado pais e educadores. Rosely Sayão, psicóloga e colunista do Estadão, participa da mesa.

Na sexta-feira, Mozart Neves Ramos, da cátedra Sérgio Henrique Ferreira da USP, Rodrigo Capelato, diretor-executivo do Semesp, entidade que representa mantenedoras de ensino superior no Brasil, e Marcelo Knobel, reitor da Unicamp, discutirão desafios das universidades para continuar com o ensino remoto no segundo semestre.

As inscrições, gratuitas, podem ser feitas pelo site: https://summiteducacaoestadao.com.br/. A transmissão do evento será online.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.