SP faz prova para avaliar aprendizado de matemática

O objetivo, segundo a Secretaria da Educação, é detectar as falhas de aprendizado

da Redação

01 de dezembro de 2008 | 17h56

Nesta segunda-feira, 1º, foi aplicada pela primeira vez a prova dissertativa de matemática para 155 mil alunos de 3.200 escolas estaduais. O objetivo, segundo a Secretaria da Educação, é detectar as falhas de aprendizado e a compreender a construção do raciocínio lógico na elaboração das questões.   A prova não faz parte do Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar (Saresp). É um estudo paralelo que não interfere nas metas e bônus por desempenho das escolas ou nas notas dos estudantes.   Cada escola tem até três turmas selecionadas para realizar a prova, todas escolhidas por amostragem. Participarão as 4ª, 6ª, 8ª séries do Ensino Fundamental, além do 3° ano do Ensino Médio.   As provas têm cinco questões subjetivas - com cinco cadernos diferentes por turma. Elas são aplicadas por professores da própria escola.

Tudo o que sabemos sobre:
educaçãoSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.