SP agora tem centro de tecnologia de impressão digital

Um centro de tecnologia de impressão digital, com capacidade para formar 1.800 profissionais por ano, nas áreas técnica (produção) e superior (gerenciamento), foi inaugurado nesta terça-feira no Senai da Mooca, na zona leste de São Paulo.O centro recebeu investimentos de US$ 1,5 milhão da Xerox do Brasil e tem ainda a parceria, além do Senai, da produtora de software Adobe, da fabricante de papel e celulose Ripasa e da Eletronics for Image (EFI).Segundo o gerente de marketing da Xerox, Clóvis Castanho, o centro treinará pessoal e mostrará as novas tecnologias de impressão digital que vão substituindo o off-set. Ele diz que a impressão digital permite ao cliente focar a produção. "Uma impressão de material publicitário, por exemplo, pode ter um público muito mais definido e, com isso, terá retorno mais produtivo", afirma.O custo unitário da produção digital varia pouco conforme o volume produzido, ou seja, pode ser vantajoso para o cliente fazer poucas cópias e direcionar a produção, ao contrário do off-set, em que quanto mais cópias forem produzidas, mais barato o custo unitário. "No Brasil ainda não existe a cultura da impressão digital, que cresce de 6 a 8 vezes mais do que o off-set no mundo todo", diz Castanho. "Na hora em que o empresário gráfico mudar essa cultura, poderá oferecer mais vantagens para o cliente".O setor gráfico brasileiro tem cerca de 15 mil empresas, que empregam aproximadamente 200 mil pessoas e faturaram, juntas, R$ 12 bilhões em 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.