Só 18,7 mil atingiram nota mínima na Unicamp

Dos 50.848 alunos que fizeram a primeira fase do Vestibular 2005 da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), apenas 18.732 tiveram pontuação suficiente para que suas redações fossem corrigidas, de acordo com nova metodologia definida pela Comissão Permanente para os Vestibulares (Comvest).Destes, 12.856 estudantes foram classificados para a segunda fase, um número menor do que o do vestibular anterior: 15.157.A nova regra da Unicamp determina que sejam corrigidas apenas as redações dos candidatos que acertarem metade das 12 questões dissertativas da primeira fase, respeitando a proporção de aprovação para a segunda fase - no mínimo três e no máximo oito candidatos por vaga.Nos cursos menos disputados, mesmo que o candidato não acerte metade das questões, acaba tendo a redação corrigida para garantir a proporção mínima.Notas de corteComo sempre ocorre na primeira fase, as maiores notas de corte - notas mínimas para aprovação - são as dos cursos mais concorridos e as menores, dos que têm menos candidatos."Os cursos mais disputados tiveram nota de corte significativamente mais alta", apontou o coordenador da Comvest Leandro Tessler. Ele acrescentou que as notas mínimas do Vestibular 2005 foram mais baixas que as do anterior.Os dois cursos mais disputados, medicina e ciências biológicas, terão o máximo de candidatos por vaga permitido na segunda fase. Ambos têm 8,02 candidatos para cada vaga. A nota de corte de medicina foi 79,50 e de ciências biológicas, 66,53.Na primeira fase, a relação de candidatos por vaga para medicina era de 82,9 e para ciências biológicas, 50,8.Só três por vagaEngenharia de controle e automação tinha 28,7 alunos disputando cada vaga na primeira fase e passou para 7,66 na segunda. A nota de corte foi de 60,50 pontos.Muito disputado na primeira fase, com 41,7 candidatos por vaga, o curso de letras (noturno) aprovou apenas três candidatos para cada vaga da segunda fase, com nota de corte de 55,94.Menos de trêsEm dois casos, haverá menos de três candidatos por vaga. O curso de Tecnologia de Telecomunicações terá 2,92 candidatos por vaga na segunda fase (eram 3,6 na primeira) e o de Tecnologia da Construção Civil, 2,20 (eram 2,80). As notas de corte desses cursos foram, respectivamente, 26 e 23 pontos.A Comvest avaliou que melhorou o nível de correção das redações, o que interferiu diretamente na nota dos candidatos. As provas da segunda fase serão aplicadas entre 16 e 19 de janeiro.

Agencia Estado,

16 de dezembro de 2004 | 18h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.