Sisu vai oferecer 16 mil vagas em 35 instituições do ensino superior

Com nota do Enem, estudante poderá se inscrever em até dois cursos, elegendo sua primeira opção

Amanda Cieglinski, Agência Brasil

08 Junho 2010 | 20h22

A segunda edição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que entra no ar a partir das 8h de quinta-feira (10), vai oferecer 16 mil vagas em 35 instituições públicas de ensino superior. Podem disputar uma dessas vagas estudantes que tenham participado em 2009 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Das 35 instituições participantes, 15 são universidades federais, 18 institutos federais e duas universidades estaduais. Oito delas aderiram pela primeira vez ao sistema.

A ferramenta foi criada pelo Ministério da Educação (MEC) no ano passado para que estudantes disputem vagas em instituições públicas de ensino superior a partir do resultado do Enem, em substituição ao vestibular tradicional.  

 

O estudante poderá se inscrever em até dois cursos, elegendo sua primeira opção. Durante o período de inscrição (até 14 de junho), o candidato pode alterar suas escolhas se perceber que tem mais chances de passar em alguma outra instituição ou curso diferente do que escolheu inicialmente.

Ao final das inscrições, haverá três chamadas subsequentes. Quem for aprovado para sua primeira opção é automaticamente retirado do sistema. Já o estudante que for selecionado para sua segunda opção ou não atingir a nota mínima para nenhum dos cursos escolhidos poderá permanecer em uma lista de espera. Ao final das três chamadas, caso ainda existam vagas disponíveis, as instituições convocarão os candidatos a partir da lista de espera gerada pelo sistema.

 

 

Mais conteúdo sobre:
sisu mec enem

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.